Egipto convidou Lula da Silva para a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas

Cairo, 01 Nov (Inforpress) – O Egipto, que vai acolher a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2022 – COP27, convidou Lula da Silva, recém-eleito para substituir Bolsonaro na Presidência, a estar entre os chefes de Estado esperados para o evento.

Um porta-voz de Lula da Silva disse hoje à agência AFP que o presidente, eleito no domingo, estava “a pensar em ir à COP27”, mas “ainda não tinha tomado a sua decisão”.

“O Presidente Abdel Fattah al-Sissi felicita o Presidente Lula da Silva pela sua eleição (…) e convida-o a participar na COP27”, disse uma declaração do porta-voz presidencial egípcio, Bassam Radi, na segunda-feira.

“É certo que o Brasil tem um papel positivo a desempenhar nesta conferência, que visa reforçar a acção climática a nível global”, acrescentou a declaração.

Muitos activistas do clima tinham dito esperar que uma vitória de Lula fizesse avançar a sua causa, no Brasil e na COP27.

Com Jair Bolsonaro como presidente, a desflorestação anual na Amazónia aumentou em média 75%, em comparação com a década anterior.

No domingo, na noite da sua eleição, Lula disse que “o Brasil está pronto para retomar a sua liderança na luta contra a crise climática”.

“O Brasil e o planeta precisam de uma Amazónia viva”, acrescentou o presidente eleito, uma vez que um estudo recente mostra que a Amazónia, há muito tempo um valioso “sumidouro de carbono”, está agora a emitir mais CO2 do que absorve.

Estas emissões duplicaram nos dois primeiros anos do governo Bolsonaro.

O Egipto acolherá mais de 90 líderes mundiais, de 06 a 18 de Novembro, incluindo o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de acordo com os organizadores da COP27.

Inforpress/Lusa/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos