Efectivo de 43 militares apoiam no combate à praga de gafanhotos em Santiago

Cidade da Praia, 19 Set (Inforpress) – Um grupo de 43 militares já está no terreno para apoiar a Direcção-geral da Agricultura no combate à praga de gafanhotos na ilha de Santiago, que já é considerada pelo Governo como situação de emergência.

Segundo o coordenador do grupo, capitão Carlos Dias, os militares vão ser distribuídos pelos concelhos de São Domingos e Santa Cruz.

Contudo adiantou que dependendo da avaliação da situação no terreno as equipas vão ser retribuídas.

“Nos estamos preparados para actuar o tempo que for necessário. Isto claro vai depender da avaliação do Ministério de Agricultura. Estamos a falar de uma situação que envolve várias instituições e numa situação de emergência estamos prontos para dar o nosso contributo” disse em declarações a Rádio de Cabo verde.

Desde a semana passada que o grupo multissectorial de seguimento do ano agrícola detectou focos de gafanhotos em vários concelhos do país.

Em São Domingos, grandes enxames de gafanhotos invadiram as casas das pessoas e terrenos agrícolas e há campos de cultivo onde a cultura do milho já está praticamente dizimada.

Segundo José Teixeira, as zonas mais afectadas com a praga de gafanhotos estão nos municípios da Praia, Ribeira Grande Santiago, São Domingos, Santa Cruz e Tarrafal.

A praga afecta também as ilhas do Fogo, São Vicente e São Nicolau.

MJB/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos