Edil Manuel de Pina reconhece que Ribeira Grande de Santiago passa por algumas carências a superar

Cidade Velha, 10 Abr (Inforpress) – O autarca da Ribeira Grande de Santiago reconhece que “apesar de alguns ganhos” a localidade do Pico Leão (interior) passa por algumas carências e necessidades a superar, ainda que tivesse sido contemplada com o programa de mitigação do mau ano agrícola.

Manuel de Pina transmitiu estas esperanças no âmbito do encontro do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, com a população da localidade do Pico Leão, a mais distante do concelho, e que se mostra “preocupada e desalentada” por falta de estradas, reabilitação das casas degradadas e de emprego, bem como a deficiência de transporte escolar.

Confrontado pela população que clama por melhores condições de vida e melhoria para o desenvolvimento desta localidade, cuja população vive da pecuária e agricultura, o edil ribeiragrandense prometeu a abertura brevemente de “um pequena frente” de trabalho para mitigar a situação do mau ano agrícola.

O autarca afiançou à população que consoante os recursos disponibilizados, a sua autarquia vai “continuar a investir em obras por todo o município”, ressalvando que vai aproveitar junto do Instituto de Estrada para que obras da estrada Cidade Velha/Salineiro/Santana possam ter algum reflexo na melhoria da circulação em Pico leão.

Anunciou, para breve, a construção e reabilitação das casas destinadas às pessoas contempladas, e avançou mesmo que os membros da junta administrativas vão já articular, junto das famílias selecionadas, no sentido de encontrarem lugares alterativos para residirem durante as obras.

Praticamente estas foram as mesmas reivindicações registadas na localidade de Santana, outrora conhecida como um vale agrícola, agora marcado pela seca, onde depois dos moradores terem levantadas as suas preocupações juto do Chefe de Estado, o autarca assegurou que “pouco a pouco vai trabalhar para resolver os problemas do município”.

A este propósito, referiu que um total de 200 casas vão ser reabilitadas nos próximos tempos, dos quais sete em Pico Leão, e outras em Santana, assim como vai-se dar início às obras para a reabilitação das habitações mais degradadas, a construção de casas de banho e a vinda de seis autocarros para melhoria do transporte escolar, sobretudo junto das populações de Belém, Pico Leão e Santana.

Prometeu, igualmente, trabalhar para, rapidamente, resolver o problema levantado como o da Unidade Sanitária Básica de Santana, encerrado ao público, face às más condições da infraestrutura e o reforço de enfermeiro para trabalhar juntamente com a agente sanitária nesta localidade, de entre outras preocupações.

A construção da Placa Desportiva de Santana, antes do final de Julho próximo, foi outra aposta avançada pelo edil, que apontou ainda a construção de alguns caminhos vacinais de muro de protecção de encostas, que também se enquadra, disse, na criação de mãos de obras para a população local

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos