Edil do Porto Novo defende “passos concretos” na criação de Águas de Santo Antão

Porto Novo, 27 Abr (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, Aníbal Fonseca, defende que já é momento de se dar “passos muito concretos” na criação da empresa Águas de Santo Antão, cujo processo foi iniciado ainda no anterior Governo.

A criação da empresa intermunicipal de água, segundo o edil porto-novense, é uma questão à volta da qual os municípios de Santo Antão estão “engajados” e que deve ser introduzida na agenda dos próximos encontros com Governo sobre o sector de água nesta ilha.

As câmaras municipais desta ilha já têm garantias da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANAS) de que está assegurada a assistência técnica na criação de Águas de Santo Antão, empresa que deverá ser operacionalizada ainda no decurso deste ano.

O presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, Orlando Delgado, acredita que o processo, que decorre há, pelo menos, cinco anos, poderá ficar concluído em 2019, considerando que a empresa poderá trazer “maior eficiência e eficácia ” na gestão do sector de água, nesta ilha.

Águas de Santo Antão resultará da fusão dos serviços autónomos de água dos três concelhos, iniciativa que se insere no quadro das reformas que têm sido levadas ao cabo no sector de água em Cabo Verde.

As ilhas com mais de um município estão sendo dotadas de empresas intermunicipais de água, num projecto semelhante ao que se verificou em Santiago (Águas de Santiago), inspirado da empresa Aguabrava (Fogo e Brava).

São Nicolau é outra ilha onde deverá ser criada, também, uma empresa intermunicipal para se encarregar da problemática de água.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos