Economia Azul, Economia Verde e Desenvolvimento Sustentável são conceitos que interpelam os cabo-verdianos – MpD

Cidade da Praia, 22 Jun (Inforpress) – O MpD disse hoje que os vocábulos Economia Azul, Economia Verde e Desenvolvimento Sustentável passaram a ser hoje conceitos que interpelam os cabo-verdianos para o desenvolvimento sustentado e à resiliência do País como nação.

“É esta interpelação que levou o grupo parlamentar do MpD a agendar para este debate mensal com o senhor primeiro-ministro neste parlamento, o tema Economia Azul, Economia Verde e Desenvolvimento Sustentável”, justificou o líder da bancada parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD, poder).

Segundo João Gomes, o arquipélago ambiciona uma Economia Azul “inclusiva e sustentável”, enquanto “importante acelerador” do crescimento económico e catalisador da maior resiliência económica, mais emprego e bem-estar para as populações.

“O Governo quer transformar o extenso mar que nos circunda   em Economia Azul num forte compromisso entre a economia e sustentabilidade, entre a exploração racional dos recursos e a preservação do ambiente e dos recursos costeiros e marinhos”, apontou o deputado.

A mesma fonte acrescentou que a visão do executivo de Ulisses Correia e Silva para este sector no horizonte 2030 é “sustentado na transformação de Cabo Verde numa plataforma marítima e logística   internacional e num país globalmente inserido na economia   regional e mundial”.

“É nesta linha e visão estratégica que o Governo criou a Zona Económica Especial Marítima em São Vicente para oferecer um quadro coerente e consistente para a atracção de investimentos privados nacionais e estrangeiros no eco turismo ligado ao mar, na atividade portuária, nos transportes marítimos, nas pescas, na indústria, na aquacultura, na reparação naval e no bunkering”, acentuou João Gomes.

Segundo ele, o Governo criou o Campus do Mar, em São Vicente, integrado pela Universidade Técnica do Atlântico, Escola do Mar e o Instituto do Mar, para dotar Cabo Verde de recursos humanos qualificados nos diversos domínios da Economia Azul, através da formação técnica e profissional, da investigação e desenvolvimento e do ensino superior “devidamente articulados”.

LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos