Dom Arlindo Furtado preside à cerimónia de bênção da primeira pedra para a construção da igreja de S. Francisco

Cidade da Praia, 07 Nov (Inforpress) – O Cardeal D. Arlindo Furtado presidiu hoje à cerimónia de bênção da primeira pedra para a construção da igreja da localidade de S. Francisco, Praia, uma obra calculada à volta de 15 mil contos, segundo o engenheiro Edson Santos.

“Tradicionalmente, muita gente tem a ideia de que a igreja é o padre, sobretudo o bispo e que são eles que tomam as iniciativas e têm a palavra a dizer”, disse à Inforpress o bispo de Santiago, acrescentando que a “Igreja é o povo de Deus reunido”.
Para ele, a comunidade de S. Francisco está a dar o exemplo sobre a consciência do que é a igreja.

Dom Arlindo Furtado fez estas considerações para enaltecer a iniciativa da comunidade de S. Francisco na construção da sua igreja local, a partir de contribuições individuais dos membros da comunidade.

“Vão ter aqui uma bela igreja que vai ser muito importante para a comunidade, que reúne as pessoas e as fazem entrar na socialização, além de criar espírito de comunidade no sentido nós”, sublinhou o prelado.

Para o bispo de S. Tiago, este “bom exemplo” da população de S. Francisco deve ser seguido por outras comunidades para que tenham a “mesma dinâmica e com a responsabilidade no conjunto da igreja paroquial e não só”.

De acordo com o técnico Edson Santos, que acompanha os trabalhos de construção, por ocasião da festa de S. Francisco, que se realiza no próximo dia 03 de Dezembro, a igreja pode receber a primeira missa, embora com apenas parte do muro concluída.

Em declarações à Inforpress, revelou que a igreja de S. Francisco Xavier tem a capacidade para acolher 600 pessoas.

A contribuição da comunidade local, diz Edson Santos, foi “determinante” para o início dos trabalhos da igreja.

Na ocasião, o padre Ima, pároco da Freguesia de Nossa Senhora da Graça, anunciou que brevemente se iniciarão as obras de construção da igreja do bairro de Castelão, cujo projecto já foi aprovado. A seguir será a vez de Achada Grande Trás iniciar a construção do seu templo.

Quanto ao terreno onde funcionou a capela de S. Francisco, este, de acordo com o padre Ima, vai ser destinado a um espaço de campismo para os escuteiros.

LC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos