Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Djam Neguin promove iniciativa “Menos Álcool, mais dança” para assinalar Dia Mundial da Dança

Cidade da Praia, 20 Abr (Inforpress) – O coreógrafo e embaixador da campanha “menos álcool, mais vida” da Presidência da República, Djam Neguin, lançou hoje a iniciativa “menos álcool, mais dança” no âmbito das comemorações do dia internacional da dança.

Em conferência de imprensa, o bailarino explicou que a ideia é realizar um conjunto de actividades para promover a prática da dança, incitando as pessoas a olharem para a dança como uma expressão artística, capaz de “colocar o ser humano em criação e em movimento”.

“Acreditamos que todas as actividades que têm esta potencialidade podem ser interessantes e podem proporcionar aos praticantes mais bem-estar físico, mental e emocional e fazer com que haja menos necessidade de procurarem outras maneiras de fugir à realidade”, disse, sublinhando que quem vive no mundo da dança está apta a declinar o convite para usar substâncias psicoactivas.

Ao envolver a população em actividades positivas, prosseguiu, estarão a contribuir para que o risco de consumo do álcool diminua. 

De acordo com a programação, que arrancou no dia 17 com uma aula aberta de dança, no dia 24 está previsto um workshop de dança contemporânea no município de São Domingos.

Os dias 26 e 27 serão dedicados ao lançamento da Rede de dança das Comunidades dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e o dia 28 será dedicado a uma ‘live’ com participação de quatro bailarinos da diáspora cabo-verdiana.

No dia mundial da dança, 29, está previsto um seminário ‘online’ sobre “que futuro para a dança em Cabo Verde”.

“O objectivo é discutir quais são as problemáticas, os desafios, as soluções e perspectivas para a dança em Cabo Verde, no contexto pandémico e no futuro, e qual é o nosso papel enquanto bailarinos, coreógrafos e promotores no sentido de contribuir para que a dança não morra e ganhe uma nova dinâmica”, explicou.

AM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos