Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Dívida pública cresceu no terceiro trimestre de 2020 14,3% para 12.053,3 milhões de escudos – Governo

Cidade da Praia, 19 Jan (Inforpress) – O serviço da dívida pública do Governo Central atingiu no terceiro trimestre de 2020 o valor de 12.053,3 milhões de escudos, representando um aumento de 14,3% em relação ao valor do ano anterior no mesmo período.

A informação é avançada pelo Governo em nota informativa, na qual especifica que o “aumento foi mais consistente no serviço da dívida interna que cresceu 29,6% em relação ao período anterior, que corresponde em termos absolutos o valor de 1.660,6 milhões de escudos.

O aumento do serviço da dívida interna é justificado pelo executivo pelo perfil de amortização dos títulos de Tesouro, “que são geralmente de prazos mais curtos e com valor de juros mais elevados, quando comparado com os da dívida externa”.

Já em relação ao stock da dívida do Governo no final do terceiro trimestre de 2020 situou-se em 252.755,5 milhões de escudos, representando 137,6% do PIB (Produto Interno Bruto) do ano, registando um acréscimo de 17,5 pontos percentuais em relação ao stock/PIB do mesmo período do ano anterior.

Esta queda do PIB e aumento nominal da dívida é fundamentado pelo Governo como consequências do impacto da crise económica provocada pela pandemia da covid-19.

“O seu crescimento absoluto foi de 15.333,2 milhões de CVE, equivalente a uma variação positiva de 6,5% face ao valor do trimestre homólogo do ano anterior, que se justifica pela combinação dos seguintes fatores: novos recursos mobilizados; variação cambial e as amortizações do período em analise”, refere a nota governamental.

Enquanto isto, no capítulo de Emissões e Desembolsos constata-se que no terceiro trimestre de 2020 o valor global correspondente a nova dívida bruta do Governo Central, para financiar o Orçamento do Estado, foi de 20.259,1 milhões CVE, equivalente a um aumento ligeiro de 1,5% face ao valor do período homologo do ano anterior.

“Os desembolsos da dívida externa contribuíram com 10.049,0 milhões de CVE para o total, representando um aumento de 29,1% face ao valor do período anterior. Enquanto as emissões de títulos da dívida interna contabilizaram o montante de 10.210,1 milhões de CVE, registando uma diminuição de 16,1% em relação ao mesmo período de 2019”, explicita a nota.

SR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos