Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Dirigentes angolanos “impressionados” com a forma como Cabo Verde articula com os (i)emigrantes

Cidade da Praia, 24 Jan (Inforpress) – A secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher de Angola considerou hoje “impressionante” a forma como Cabo Verde articula, cuida e trata os emigrantes e estrangeiros que residem no arquipélago.

Ruth Madalena Mixinge, fez essa consideração em declarações à imprensa, momentos após o término do encontro que manteve com os dirigentes da Direcção Geral da Imigração para conhecer a experiência de Cabo Verde nesta matéria.

A governante angola, que chefia uma delegação que se encontra no país para uma visita de trabalho de sete dias, disse que além de ouvir a experiência de Cabo Verde no que respeita à imigração, tiveram também, a oportunidade de partilhar de alguma prática angolana relacionado com o tratamento dos estrangeiros e o trabalho com os refugiados.

“Foi muito interessante conhecer o plano de acção para imigração assim como mecanismos de promoção da inclusão social e multiculturalidade, pois, existem muitas práticas que nos interessam, assim como a parte da legislação e do asilo”, afirmou.

A par isso, adiantou que existem algumas práticas entre os dois países que convergem no que respeita à imigração.

A Angola, sublinhou, também quer que os estrangeiros que visitam o país, assim como os cidadãos nacionais que regressam após viver na emigração, possam viver em segurança, desenvolver actividades e possam, sobretudo, cumprir com aquilo que é a lei do destino.

Neste particular, admitiu sentir-se satisfeita, pois frisou, Angola enquanto país que integra os PALOP quer trocar ideias e experiências para poder melhorar e reforçar o mecanismo de protecção, e sobretudo, para dar mais atenção à integração e inclusão social das famílias da comunidade.

No âmbito da visita de trabalho a Cabo Verde, a delegação angolana vai quinta-feira, encontrar-se com os dirigentes do ICIEG, MORABI e OMCV para partilha das boas práticas em matéria do género.

PC/ZS

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos