Director da Livraria Pedro Cardoso diz que Cabo Verde precisa de uma política de valorização do livro

Cidade da Praia, 28 Abr (Inforpress) – O director da Livraria Pedro Cardoso, João Spencer, disse hoje, na Cidade da Praia, que  Cabo Verde precisa de uma política de valorização do livro como um  “bem cultural essencial”.

Este responsável fez essa afirmação à Inforpress e à Rádio de Cabo Verde, à margem do painel “Editar e publicar em Cabo Verde”, no âmbito da semana da leitura, que acontece na Cidade da Praia, promovida pela Presidência da República.

Para João Spencer, a impressão do livro em Cabo Verde é cara e o país precisa de mais especialistas em artes gráficas, e que da mesma forma falta uma rede de livrarias de referência para encaminhar as publicações.

Por isso, defendeu a necessidade da criação de políticas que incentivem a produção e divulgação do livro e do incentivo à leitura, para definir o livro com um bem essencial às pessoas e à própria cultura cabo-verdiana.

Apesar de existir leis de protecção de direitos autorais,   o representante da Livraria Pedro Cardoso  acredita  que são necessárias  outras medidas  de protecção da reprodução das obras.
As conferências da semana da leitura terminaram hoje com um  Pôr de Sol Poético e, neste fim-de-semana, o jardim da Presidência da República vai acolher uma feira de livros.

OM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos