Diplomacia: Ministro desmente existência de compromisso para votar sistematicamente a favor de Israel

 

Cidade da Praia, 11 Ago (Inforpress) – O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, desmentiu hoje a existência de um compromisso de Cabo Verde no sentido de votar sistematicamente a favor do Estado de Israel, nas instâncias das Nações Unidas.

“Nós não vamos votar sistematicamente contra Israel por se tratar de Israel”, disse Luís Filipe Tavares, em entrevista ao primeiro jornal da Rádio de Cabo Verde, assumindo que o voto cabo-verdiano nas Nações Unidas dependerá da análise que o Governo fizer de cada uma das situações que estiverem em cima da mesa.

Segundo Luís Filipe Tavares, Cabo Verde tem excelentes relações com Israel, há muitos anos, e o que se pretende é aprofundar essas relações de cooperação em áreas como as energias renováveis, a produção e processamento da água, a agricultura, a segurança, a defesa e várias outras áreas de interesse comum.

“Cabo Verde tem uma política externa coerente, há muitos anos, e assumimos todas as nossas responsabilidades internacionais”, disse o chefe da diplomacia cabo-verdiana acrescentando que “aprovamos, respeitamos a apoiamos todas as resoluções democraticamente tomadas pelas Nações Unidas”.

Questionado se o governo teria dado instruções ao embaixador nas Nações Unidas para não votar contra Israel, conforme uma notícia divulgada pelo jornal “A Nação”, Luís Filipe Tavares disse que não comenta notícias de jornais porque, adianta, “tem havido muita especulação e desinformação”, sobretudo nas redes sociais.

Aquele governante reitera que o executivo tem vindo a conduzir a política externa com muita responsabilidade e com ganhos substanciais relativamente à União Europeia, à CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), à CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental), aos EUA, à China, agora a Israel, entre outros.

HF/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos