Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Diocese de Santiago está empenhada em alargar o Grupo dos Amigos do Seminário S. José – Pe Ima

 

Cidade da Praia, 07 Jul (Inforpress) – A Diocese de Santiago está empenhada em alargar  o Grupo dos Amigos do Seminário, no âmbito das comemorações dos 60 anos do Seminário S. José, com o objectivo de ajudar a instituição a suportar os custos de funcionamento.

Em declarações à Inforpress, o pároco de Nossa Senhora da Graça, António Manuel Ferreira (Pe Ima), revelou que esta iniciativa visa ajudar o Seminário S. José, já que não dispõe de fontes de rendimentos, a não ser a contribuição dos fiéis e paroquianos.

De acordo com o prelado, o chamado Grupo dos Amigos do Seminário, além de rezar pela instituição, ajuda materialmente o bispo a “sustentar o seminário”.

Neste momento, segundo o Pe Ima, a Diocese tem 21 seminaristas lá fora, onde é necessário pagar, além das propinas, o alojamento e as viagens de férias, constituindo, assim, um “gasto enorme” que o seminário, por si só, “não consegue suportar”.

Para assinalar o 60º aniversário do Seminário S. José, na Praia, a Diocese de Santiago promoveu esta quinta-feira, uma conferência sobre os bispos e a criação dos seminários em Cabo Verde, presidida pelo Pe Ima.

Este ciclo de conferências, iniciado nesta quinta-feira, visa proporcionar às pessoas conhecimentos sobre a longa história da fundação dos seminários em Cabo Verde e motivar a colaboração com a instituição a que a Igreja chama coração da diocese.

“A grande celebração comemorativa será a missa celebrada pelo Cardeal Dom Arlindo Furtado no dia 07 de Outubro, no seminário”, precisou o Pe Ima.

O Seminário S. José foi reaberto, na Cidade da Praia, no dia 07 de Outubro de 1957, por iniciativa do então bispo da Diocese, Dom José Colaço.

O Seminário-Liceu de Cabo Verde foi fundado em 1866, na ilha de São Nicolau. Durante muito tempo foi um estabelecimento que, entre outras funcionalidades, proporcionou a formação religiosa e estudos no campo das humanidades em geral, participando, de forma indelével, na consolidação da identidade cabo-verdiana.

Entretanto, em Julho de 1917, com a implantação da República, o Seminário-Liceu viria a iniciar um processo de encerramento. A 07 de Outubro de 1957, o bispo Dom José Colaço reabre o seminário diocesano, na Praia, com o mesmo patrono S. José.

LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos