Diáspora/Música: “Tatuod na Mim” é o single de estreia do músico cabo-verdiano Orson Lopes

Cidade da Praia, 29 Jun (Inforpress) – O músico cabo-verdiano residente em França Orson Lopes lançou recentemente o seu ‘single’ de estreia “Tatuod na Mim”, uma composição que retrata aquilo que a maioria dos cabo-verdianos sentem quando estão fora da terra, a saudade.

Este jovem de 34 anos nasceu em São Vicente onde começou a dar os primeiros passos na música, devido à influência dos tocadores de guitarra de Ribeira Bote que animavam as festividades locais.

Em conversa com a Inforpress, Orson Lopes contou que no ensino secundário começou a escrever as suas primeiras composições, com mais três amigos, e depois integrou-se numa banda apelidada de ‘Matchueira’.

Com esta banda teve a oportunidade de participar no primeiro festival de São Pedro e ainda tocaram em muitos lugares em São Vicente, antes de seguir carreira num novo grupo intitulado ‘Maltas de Terra’.

Depois dessa curta passagem por este grupo, Orson Lopes teve de emigrar-se para França, com o nascimento da sua filha, e teve de deixar de lado a música.

Agora de regresso ao mundo da música, Orson Lopes estreia com “Tatuod na Mim”, produzido por khaly Angel, uma música que começou a escrever há quatro anos, mas nunca o terminou.

“Essa música é um sentimento que quase todos os cabo-verdianos que estão fora sentem, saudades. Em vários momentos e situações, mesmo estando chateados e estressados a única coisa que lembramos é da nossa terra, dos tempos que passamos bem, da nossa vida e da morabeza”, disse.

Para este músico, muitas vezes quando a “saudade aperta” dá vontade de voltar para a terra, mas por causa dos compromissos na Europa muitas vezes não conseguem “matar essa saudade”.

“Tatuod na Mim” informou é uma balada, mas ao mesmo tempo apresenta um estilo suave, que se assemelha à morna, isto é, é uma fusão de géneros musicais.

Com as suas músicas, Orson Lopes revelou que tenta trazer sempre uma nova sonoridade diferente.

Este jovem, que vive há 12 anos em França, pretende lançar ainda este ano mais sete ‘singles’, antes de aventurar-se para um álbum, e com elas pretende contar histórias da vivência das pessoas e a forma como o mundo deveria ser.

O seu segundo ‘single’ adiantou será lançado no dia 12 de Julho e vai retratar a vida do povo cabo-verdiano.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos