Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Dia Mundial do Ambiente: Santo Antão precisa investir oito milhões de contos para debelar problemas de água e saneamento

Porto Novo, 05 Jun (Inforpress) – Os investimentos de que Santo Antão precisa para debelar os constrangimentos nos domínios da água e do saneamento estimam-se em oito milhões de contos, refere um diagnóstico feito pelo Governo e pelos municípios, desta ilha.

O levantamento, realizado em finais de 2020, refere que os três municípios padecem ainda de vários constrangimentos nos sectores da água e do saneamento, sendo o concelho do Porto Novo aquele que enfrenta, nesta altura, “problemas mais urgentes” em ambos os domínios.

Para atender aos problemas mais prementes, foi definido “um programa de emergência” para Santo Antão, co-financiado em 1,2 milhões de contos pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento em África (Badea) e pelo Governo de Cabo Verde, cujo grosso dos investimentos se concentra no município do Porto Novo.   

O programa, já na fase de implementação, visa resolver “um dos problemas mais candentes” a nível do saneamento que se prende com a gestão dos esgotos na cidade do Porto Novo, considerado “a prioridade das prioridades” pela Associação dos Municípios de Santo Antão.  

O programa perspectiva, já a partir de Julho próximo, a reestruturação de todo o sistema de saneamento na cidade do Porto Novo, que passa pela ampliação da rede de esgotos, em cerca de 12 quilómetros, e a instalação de uma estação de tratamento de águas residuais (ETAR), além de estações de bombagem.  

No domínio da água, Porto Novo, conforme o programa, vai ser contemplado com 25 quilómetros de rede, um reservatório de 300 metros cúbicos e 3.500 ligações domiciliárias, além de outros investimentos.

Na Ribeira Grande, vão ser reabilitados três reservatórios e feitas três mil ligações domiciliárias, enquanto no Paul, além das duas mil ligações domiciliárias, vai ser reabilitado o edifício dos serviços autónomos de água e saneamento.

A Câmara Municipal do Porto Novo, através do vereador Irlando Ramos, disse acreditar que os problemas de abastecimento de água e saneamento, que este município tem enfrentado nos últimos 20 anos, “estão em vias de ser resolvidos definitivamente” no quadro do programa de água e saneamento para Santo Antão.

JM/HF

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos