Dia Mundial da População: FNUAP diz que Cabo Verde é “bom exemplo” no mundo em matéria de Planeamento Familiar

 

Cidade da Praia, 11 Jul (Inforpress) –  A representante do Fundo das Nações Unidas para a População em Cabo Verde (FNUAP), Hilária Carnival, disse hoje que o país é um “bom exemplo” no mundo em matéria de planeamento familiar.

Hilária Carnival fez essas considerações hoje, na Cidade da Praia, numa conferência de imprensa promovida pela Rede Parlamentar para a População e Desenvolvimento par assinalar o Dia Mundial da População, que se comemora este ano sob o lema “Planeamento Familiar: Empoderando Pessoas, Desenvolver Nações” realizada em parceria com a o Ministério da Saúde, a ONG Verdefam e FNAUP.

“Penso que em Cabo Verde temos um exemplo de uma liderança do país, e o Ministério da Saúde, desde o início tem trabalhado enormemente, materializando a visão estratégica em matéria de direitos sexuais e reprodutiva, desde a independência”, afirmou.

Segundo disse, o arquipélago é um dos países onde se pode ver resultados importantes, realçando que muitas necessidades de contracepção de planeamento familiar foramcobertas, e que a taxa de fertilidade baixou significativamente no país depois da independência.

Hilária Carnival, assegurou que estão orgulhosos do país e que vão acompanhar na consolidação dos ganhos nessa matéria, superar e progredir ainda mais sobre esta matéria, que considerou ser fundamental para os direitos e desenvolvimento.

“Quando falamos de planeamento familiar, falamos não só de um direito fundamental de todas as pessoas, famílias e casais decidirem quando e se querem formar uma família, mas também falamos de uma grande contribuição ao desenvolvimento”, disse, explicando a temática da comemoração do Dia Mundial da População.

Alertou que o planeamento familiar é fundamental para alcançar o objectivo um do Desenvolvimento Sustentável, que é erradicar a pobreza e também fundamental para se alcançar outros objectivos que são as de igualdade de género e boa saúde.

Relativamente aos dados estatísticos, avançou que cerca de 2014 milhões de mulheres nos países em desenvolvimento precisam de métodos de planeamento familiar seguro e eficaz, ou seja, querem, mas não têm.

Todos os dias mulheres refugiadas, vulneráveis enfrentam problemas económicos, socais e geográficos de serviços voluntários de planeamento familiar, disse, acrescentando que garantir a satisfação em necessidades em planeamento familiar salvaria vidas no mundo, evitando 67 milhões de gravidezes não planejadas e reduzindo para 1/3 as 303 mil mortes maternas anuais estimadas.

Por seu turno a directora geral da Saúde, disse que o facto mais importante com o qual a saúde em Cabo Verde pode contar deste a independência, é a implementação do Programa Reprodutiva do Ministério da Saúde, concernente ao Planeamento Familiar.

Já o presidente da Rede Parlamentar para a População e Desenvolvimento (RPPD), José Manuel Soares, garantiu que a rede pretende impulsionar a participação activa dos parlamentares na tomada de medidas pertinentes para a construção da vontade política em matéria de população e desenvolvimento humano.

Ainda no âmbito das comemorações alusivas ao Dia Mundial da População, constam visitas ao Centro Reprodutiva da Fazenda e à sede do Verdefam, uma visita e palesta na Cadeia Civil de São Martinho.

O programa de comemoração também se estende às ilhas de São Vicente e do Sal.

Também está agendado para dia 14 de Julho próximo, o lançamento do Estudo sobre Contracepção nos adolescentes e jovens realizado pelo Ministério da Saúde e Verdefam.

FM/FP

Infopresss/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos