Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Detectada ‘superterra’ com condições para se estudar atmosfera e ‘habitabilidade’

Redacção, 04 Mar (Inforpress) – Cientistas detectaram uma ‘superterra’, planeta extra-solar com uma massa maior do que a da Terra, que dista da sua estrela o suficiente para se estudar a eventual presença de água à sua superfície e uma atmosfera, foi hoje divulgado.

O planeta tem a designação de Gliese 486 b e orbita a estrela anã vermelha Gliese 486, a 26 anos-luz de distância da Terra.

Gliese 486 b é o planeta fora do Sistema Solar que transita mais próximo de uma anã vermelha, o que, segundo os autores da investigação, torna-o no “candidato ideal para procurar uma atmosfera e estudar a sua habitabilidade” (condições para albergar eventualmente água líquida à sua superfície, essencial para a vida tal como se conhece).

De acordo com os autores, citados em comunicado pela editora da revista científica Science, o planeta rochoso e quente, mas não o suficiente para ser “um mundo de lava”, apresenta mais do dobro da massa da Terra e é ligeiramente maior do que o ‘planeta azul’ (tem 1,3 vezes o raio da Terra).

O exoplaneta demora quatro anos e sete dias a completar uma volta em torno da sua estrela e tem uma temperatura média de cerca 426,85ºC, ligeiramente inferior à de Vénus (461ºC).

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos