Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Desemprego diminui para 10,7% no primeiro semestre de 2019 – INE

Cidade da Praia, 30 Dez (Inforpress) – A taxa de desemprego em Cabo Verde diminuiu de 12,2%, em 2018, para 10,7%, no primeiro semestre de 2019, representando uma redução de 1,4 pontos percentuais relativamente ao ano passado, enquanto que de subemprego aumentou 7,0 pontos percentuais (p.p.).

Estes dados indicadores do mercado de trabalho foram hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que também fez saber que a população desempregada é estimada em 24.843 pessoas.

De acordo com um comunicado a população empregada é estimada em 206.300 pessoas. Estes números aumentaram em 11.300 pessoas, face a 2018, contribuindo assim para um aumento da taxa de actividade de 55,6% para 57,1% e da taxa de emprego/ocupação de 48,8% para 50,9%, face aos mesmos indicadores estimados em 2018.

Por meio de residência, regista-se, segundo o INE, uma diminuição da taxa de desemprego no meio urbano em 2,1 p.p., passando de 12,4%, em 2018, para 10,3%, no primeiro semestre de 2019. Já no meio rural, regista-se um aumento em 0,4 p.p., fixando o desemprego em 11,9%.

O INE avançou ainda que, entre os homens, a taxa de desemprego estimada no primeiro semestre de 2019 apresenta uma diminuição de 2,8 p.p., fixando em 9,8% (12,7% em 2018).

Em sentido contrário, regista-se um ligeiro aumento da taxa de desemprego entre as mulheres, que passa de 11,6%, em 2018, para 11,9%, no período de referência.

Os mesmos dados indicam ainda que o grupo etário com maior taxa de desemprego é o dos jovens de 15-24 anos, com 25,7%, tendo, por seu turno, diminuído 2,1 p.p. relativamente ao ano 2018 (27,8%). A seguir vem o grupo etário de 25-34 com 11,2% que, igualmente, regista uma diminuição de 3,8 p.p. (15,0% em 2018).

No meio urbano, lê-se no documento, registam-se 17.440 desempregados e no rural 7.403. Estes dados apontam para uma diminuição no meio urbano de 14,4% (2.923) e um aumento no meio rural de 11,1%, equivalente a 738 pessoas.

Enquanto o desemprego diminui, a taxa de subemprego aumentou 7,0 pontos percentuais, no período em análise, a nível nacional.

Os dados do INE apontam que, no primeiro semestre de 2019, o subemprego afectou 21,7% da população, contra os 14,7%, em 2018. As pessoas que laboram no meio rural foram as mais afectadas (30,1%), assim como as mulheres (27,2%).

GSF/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos