Desastres: Projecto “DesInventar.net” vai ajudar Cabo Verde a reduzir perdas económicas e humanas – SNPCB

 

Cidade da Praia, 25 Abr (Inforpress) – O comandante regional dos Serviços da Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Valdir Rodrigues, disse hoje que o projecto sobre sistema de inventário de desastres “DesInventar.net” vai ajudar Cabo Verde a reduzir perdas económicas e humanas.

O responsável falava à Inforpress, à margem de uma acção de formação “DesInventar.net”, um projecto sobre sistema de inventário de desastres, realizado pelo SNPCB e Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco e Desastres (UNISDR), na Cidade da Praia.

“Não diria que Cabo Verde tem perdido muito em termos financeiros com desastres, mas não temos uma ideia real do que perdemos, e acredito que o país tem perdido muito porque temos estado a construir em lugares de riscos”, sustentou.

O comandante regional do SNPCB acrescentou ainda que esta ferramenta, “de extrema importância”, além de reduzir custos em termos económico-financeiro vai ainda evitar perdas humanas.

Segundo explicou, o ‘software’ “DesInventar” vai servir para se ter uma ideia real de quanto o país tem estado a perder com os desastres a nível nacional, que vai desde os grandes desastres (furações, tempestades) e os pequenos incidentes (acidente de carro, queda de betão).

Valdir Rodrigues fez saber ainda que o aplicativo vai ajudar o país a tomar decisões, ou seja, sabendo que num determinado lugar tem um histórico de desastres vai se saber quais são as posições a serem tomadas para que não sejam feitos investimentos nesses lugares e alocar as pessoas em outros espaços.

Indicou que o ‘software’ vai ser implementado brevemente, salientando que após o “workshop” os formadores vão fazer a instalação do programa no SNPCB e, de imediato, serão introduzidas as informações históricas de Cabo Verde fornecidas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), Instituto Nacional de Gestão do Território (INGT) e pela Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Por seu turno Hilária Carnival, em representação das Nações Unidas, esclareceu que “DesInventar” é uma ferramenta para fazer um inventário de dados de perdas e danos associados aos desastres, que vem sendo usada em muitos países a nível mundial.

De acordo com esta responsável esta ferramenta vai permitir que se faça previsões quanto aos desastres e ainda fazer alertas precoces com bases nas evidências.

“DesInvetar vai ajudar a reduzir as perdas económicas e humanas no que tange aos desastres”, apontou, adiantando que este software vai ser adaptado às realidades do arquipélago.

Nesta formação, que tem a duração de três dias, participam todas entidades relacionados com a redução de riscos e desastres, nomeadamente câmaras municipais, INGT, Laboratório de Engenharia Civil (LEC), INE, Protecção Civil, Polícia Nacional e Uni-CV.

O projecto “DesInventar.net” conta com o financiado da União Europeia.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos