Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Deputados infanto-juvenis querem soluções concretas para casos de desaparecimento e abuso sexual de crianças

Cidade da Praia, 20 Nov (Inforpress) – Os deputados infanto-juvenis exigiram hoje ao Governo soluções concretas para casos de desaparecimento e abuso sexual das crianças, salientado que é essencial defender os direitos dos menores para que Cabo Verde possa evoluir.

As exigências foram feitas, na Cidade da Praia, no momento da interpelação ao Governo, durante o parlamento infantil, que acontece na Cidade da Praia, por ocasião da celebração do 30.º aniversário da Convenção dos Direitos das Crianças – CDC (1989-2019).

Na sua intervenção, a deputada Yasmin Tavares, que participou no parlamento infantil de 2017, disse que defender os direitos das crianças contribui não só para que Cabo Verde possa evoluir, mas também para o alcance das metas propostas no quadro dos objectivos do desenvolvimento sustentável.

“Em nome de todos os deputados infanto-juvenis, reconheço e agradeço a vez e voz que nos foi dada. Porém, enfatizo que ainda há muito por ser feito, uma vez que a sociedade é dinâmica. Com isso, quero dizer que o país evolui, mas também surgem novos problemas”, declarou.

Neste sentido, a mesma reconheceu que é importante reflectir sobre os problemas que “há muito” afectam as crianças e pensar em soluções para as questões actuais, de entre elas o trabalho infantil e a responsabilização parental.

Por sua vez, o secretário de Estado adjunto do ministro de Estado, Carlos Monteiro, garantiu que estão em prática “várias medidas” que visam colmatar os problemas que afectam as crianças, nomeadamente o Plano Nacional de Cuidados.

“A garantia dos direitos e melhores condições para as crianças é um combate que Cabo Verde tem travado desde o início”, demonstrou, acrescentando que desde a independência nacional os sucessivos Governos têm implementado “medidas assertivas” neste sentido.

O secretário de Estado assegurou que “não pode ser verdade que hoje existem mais casos crianças desaparecidas em Cabo Verde”, mas, adiantou, por outro lado, que o que se verificou é a ocorrência de “vários casos em curto tempo”.

“Isso causa muito alarme social e nós estamos também claramente preocupados e a combater a nível da investigação policial e criminal”, frisou.

Conforme Carlos Monteiro, os agentes da polícia dão tudo de si nas investigações de casos de abuso sexual e desaparecimento de crianças, uma vez que sofrem com isso por serem pais.

WM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos