Deputado do MpD anuncia novo cartão de residência para cidadãos estrangeiros ainda este ano (c/áudio)

Cidade da Praia, 12 Fev (Inforpress) – Os imigrantes contam a partir deste ano com novo cartão de residência, o que vai contribuir para uma “melhor integração” para estes cidadãos em Cabo Verde, anunciou hoje o porta-voz do grupo parlamentar do MpD.

Manuel  Moura, que falava à imprensa para o balanço das jornadas parlamentares dos deputados do Movimento para a Democracia (MpD, poder),  fez saber que terão acesso aos referidos  cartões os cidadãos estrangeiros que reunirem requisitos para o efeito.

Na sessão primeira sessão plenária deste mês, cujos trabalhos se iniciam esta quarta-feira, está agendada uma interpelação ao Governo sobre a mobilidade, a circulação e a integração, uma iniciativa  do grupo parlamentar do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição).

Segundo o porta-voz do grupo parlamentar do partido que suporta o Governo no parlamento, o novo cartão de residência para os estrangeiros  será um cartão “quase digital”, pelo que o processo da sua aquisição vai ser “mais célere”.

“O Governo tem andado muito bem na questão de mobilidade e integração”, disse o deputado do MpD, apontando como exemplo alguns  “apoios especiais” que o executivo de Ulisses Correia e Silva vem dispensando, nomeadamente no domínio da formação e informação.

Sobre o debate com o ministro da Cultura e Indústrias Criativas, agendado a pedido do MpD, Moura adiantou que vai ser uma “oportunidade ímpar” para se debater de  forma “aberta e honesta” sobre o que se tem feito nos últimos 30 meses da governação de Ulisses Correia e Silva, em prol da cultura, como “rosto da identidade” cabo-verdiana e da sua “afirmação no mundo global”.

Para Manuel Moura, o “desenvolvimento sustentável” do arquipélago “tem e terá que andar de mãos dadas com a Cultura”.

Durante a sessão parlamentar, os deputados vão ainda analisar e aprovar alguns diplomas, a proposta de lei que cria a Ordem dos Enfermeiros e os respectivos estatutos e o projecto de lei que estabelece as bases do Orçamento do Estado.

A resolução que aprova, para ratificação, a  convenção para evitar a dupla tributação e prevenir evasão fiscal em matéria de impostos sobre rendimento entre os governos do Senegal  e de Cabo Verde é outra matéria na agenda dos parlamentares.


LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos