Delegação da Inforpress na ilha do Fogo dotada de uma viatura (c/vídeo)

São Filipe, 29 Abr. (Inforpress) – A Delegação da Inforpress no Fogo está equipada com uma viatura, entregue hoje pelo secretário de Estado-Adjunto do primeiro-ministro, que reafirmou “o firme propósito” do Governo em “garantir a independência” dos órgãos públicos e privados da comunicação social. 

Lourenço Lopes, que entregou a chave da viatura ao jornalista e representante da Agência Cabo-verdiana de Notícias (Inforpress), Jaime Rodrigues, enalteceu a importância de reforçar a imprensa na ilha do Fogo com mais meios de mobilidade, de forma que Cabo Verde continue a afirmar-se como “uma referência” da liberdade de imprensa em África e no mundo.

Para o governante, Cabo Verde deve orgulhar-se de ser um País dotado de uma paz social e onde a liberdade de imprensa se afirma, cada vez mais, como factor do reforço da cidadania, da democracia e do desenvolvimento cultural, asseverando que num momento em que São Filipe comemora o centenário, o executivo deposita uma “confiança enorme” na ilha do Fogo.

“Quer a RTC, quer a Inforpress, enquanto órgãos públicos de comunicação social, têm esse dever, esta missão de promover o desenvolvimento da ilha do Fogo, mostrando as suas potencialidades e dando voz, cada vez mais, às populações dos Mosteiros, de Santa Catarina e de São Filipe”, referiu Lopes, ciente de que outras acções serão realizadas em outras ilhas para o exercício das condições dignas da profissão de jornalismo.

Lourenço Lopes aproveitou a ocasião para manifestar “satisfação pelos esforços que a administração tem realizado para ao novo PCCS da Inforpress”, pelo primeiro contrato de serviço noticioso entre o Estado e Agência, a ser assinado nos próximos tempos, e na procura de soluções para “a melhoria do ambiente do trabalho”.

O administrador único da Inforpress, por sue lado, explicou que a vinda da viatura para a ilha do Fogo enquadra-se no rol de levantamento das necessidades detectadas há dois meses na ilha, de forma a dotar esta delegação de condições para melhorar, ainda mais, a sua capacidade informativa, assim como em outras fora da sede na capital.

A próxima paragem, prometeu José Furtado, vai ser as ilhas de Santo Antão e São Vicente, já em Maio próximo, para posteriormente Santiago Norte ser reforçada com mais dois jornalistas e uma viatura, para cobrir os seis municípios que actualmente estão a ser cobertos por um único jornalista.

José Vaz Furtado reafirmou que o pacote de financiamento que beneficiou a Inforpress pelo Governo, através do Ministério das Finanças, no valor de sete mil contos, permitiu a Inforpress investir em duas novas viaturas, um servidor e reabilitação das obras na sede na capital, que arrancam já este sábado.

Perante estes feitos, disse que o Governo reconhece o papel da Inforpress no contexto nacional, e reafirmou que a aprovação e a implementação do novo Plano de Cargo, Carreira e Salários (PCCS), já na sua fase final, vai resolver a maior parte dos problemas dos jornalistas da agência.

Garantiu ainda que nos próximos tempos a aposta vai ser na formação e especialização dos jornalistas da Inforpress em várias áreas, de forma a exercer a profissão “com mais segurança e mais conhecimentos” e, consequentemente, “melhorar o produto oferecido aos cabo-verdianos”.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos