Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cumprimento da nova grelha salarial dos trabalhadores de segurança privada depende da adesão dos serviços ao PIR – ANESP (c/áudio)

Cidade da Praia, 09 Jun (Inforpress) – O presidente da Associação Nacional das Empresas de Segurança Privada (ANESP) disse hoje que o cumprimento da nova grelha salarial dos trabalhadores da segurança privada depende da adesão dos serviços ao PIR estipulado pelo Governo.

Em declarações à Inforpress, Francisco Nascimento explicou que foi acordado, num entendimento envolvendo a ANESP, os sindicatos e o Governo, que seriam criadas as condições para as empresas cobrarem o valor estipulado no Preço Indicativo de Referência (PIR), por forma a conseguirem pagar os salários dos trabalhadores de segurança privada, de acordo com a nova grelha salarial.

O novo piso salarial teria de ser pago no mês de Maio mas, apontou, as empresas não conseguiram cobrar tais valores e, por isso, ficaram impossibilitadas de cumprir com o que foi estipulado.

Segundo esclareceu, o PIR foi estabelecido pelo Executivo para todos os serviços públicos, que, por sua vez, alegam que os valores não constam no orçamento, o que inviabilizou o seu pagamento.

“As empresas já fizeram de tudo junto dos serviços públicos, que argumentam que o PIR não está contemplado no Orçamento de Estado, enquanto os privados referem que o despacho é apenas para o sector público”, assinalou.

Por outro lado, informou, algumas empresas que conseguiram fazer a cobrança de acordo com o PIR, conseguiram cumprir com a nova grelha salarial, só que a maior parte não conseguiu.

“As empresas estão ainda na tentativa de sensibilizar os serviços, no sentido de aumentarem os valores,  por forma a cumprirem com este novo piso salarial.

Contudo, disse Francisco Nascimento, a ANESP espera uma intervenção do Governo junto dos serviços públicos no sentido de aderirem ao PIR, conforme foi o entendimento entre todas as partes envolvidas.

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos