Cultura: SOCA e ACL homenageiam a título póstumo Kaká Barbosa

Cidade da Praia, 02 Jul (Inforpress) – A Sociedade Cabo-verdiana de Autores (SOCA) e a Academia Cabo-verdiana de Letras (ACL) homenageiam hoje o poeta Kaká Barbosa a título póstumo com o lançamento da revista “SOCA Magazine”.

Em Fevereiro último, a SOCA homenageou o poeta, escritor, cantor e activista social, Kaká Barbosa, falecido no passado dia 01 de Maio, aos 73 anos de idade vítima de doença, numa “grande gala”, que teve lugar na Assembleia Nacional, na cidade da Praia.

Na sequência desta gala, a ideia era lançar esta revista que traz uma grande entrevista com o poeta, mas devido aos problemas na desalfandegação não foi possível.

Quando foi possível retirá-los, recordou, não conseguiram fazer a sua apresentação devido ao Estado de Emergência declarada pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, para evitar a propagação da covid-19, e na sequência chegou a notícia da morte de Kaká Barbosa.

“Vamos fazer o lançamento da revista no dia 02 só com dez pessoas e com uma homenagem póstumo da Academia Cabo-verdiana de Letras e no dia 03 vai ser apresentado aos associados da SOCA, com momentos especiais de Kaká Barbosa e SOCA nas actividades de tocatina que ele participou”, afirmou.

Tendo em conta a candidatura da Morna a Património Imaterial da Humanidade, a revista traz um dossiê especial da “Morna”, com destaque de obras que retratam a música e os músicos da ilha Brava e dois textos sobre Eugénio Tavares e Francisco Xavier da Cruz, B.Léza.

A complementar esses olhares sobre a morna, foi repescada uma entrevista feita ao músico e compositor Daniel Rendall.

Para além disso, a revista “SOCA Magazine” faz uma resenha sobre as obras de José Luís Hopffer Almada e de Nuno Rebocho e ainda de outras figuras do meio cultural e artístico como o professor e investigador João Lopes Filho e a “figura impar” do artista plástico Luís Tolentino, falecido no dia 29 de Junho próximo.

Nascido em 1947, na ilha de São Vicente, Carlos Alberto Lopes Barbosa, mais conhecido por Kaká Barbosa, viveu toda a sua infância e juventude em Santa Catarina, mais concretamente na cidade de Assomada, uma região que influenciou e marcou a sua personalidade artística.

Foi músico, intérprete e compositor de temas marcantes, muitos deles gravados nas rádios e discos.

Tem seis obras publicadas sendo três escritas em crioulo cabo-verdiano “Vinti Xintido”, “Son di ViraSon” e “Konfison na Finata” e três em português “Chão Terra Maiamo” e Cântico às Tradições” e “Descantes da minha Ribeira – Estórias & Contos”.

Era sócio fundador e membro do conselho de administração da Sociedade Cabo-verdiana de Autores (SOCA). Foi deputado da Nação da VI e VII legislaturas.

Em Março de 2019, Kaká Barbosa foi homenageado na sétima edição do Festival Internacional Grito Rock Praia.

Em Fevereiro último, Kaká Barbosa disse à Inforpress que estava comovido por ser um dos homenageados da SOCA, durante uma gala que aconteceu na Assembleia Nacional, na cidade da Praia.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Sociedade
Desporto
Politica
Economia
Internacional
    • Categorias

  • Galeria de Fotos