Cruz Vermelha conta em 2021 ter completa a digitalização da plataforma de jogos sociais

Cidade da Praia, 07 Nov (Inforpress) – A Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV) conta em 2021 ter completa a digitalização da plataforma dos jogos sociais em Cabo Verde, permitindo que todos os cabo-verdianos em todas as ilhas possam jogar à mesma hora.

A informação foi avançada pelo presidente da organização, Arlindo Carvalho, que vê nesse projecto a possibilidade de acabar com aquilo que chama de “desequilíbrio de oportunidades” entre as ilhas em relação aos jogos sociais.

“Todas as ilhas vão poder jogar ao mesmo tempo e à mesma hora. Os cabo-verdianos vão poder jogar a qualquer momento. À noite, de madrugada, de manhã, aqui e na diáspora e em qualquer sítio”, disse apontando ainda para a possibilidade de acabar com pesada logística que tem a ver com a mobilização dos papéis das ilhas para sede nacional na cidade da Praia.

A CVCV assinou esta sexta-feira, 06, o contrato de concessão com o Governo de Cabo Verde que lhe dá direito de explorar e organizar as modalidades de lotaria nacional, do totoloto e do joker, por um período de 20 anos.

Concluindo este processo, a organização vai agora, segundo o seu presidente, trabalhar com a empresa que vai implementar o projecto de digitalização dos jogos e todo o sistema bancário do país, com o Sistema Interbancário do Sistema de Pagamento (SISP) e as operações de comunicação para a sua concretização.

“Estou em crer que em 2021 vamos testar o projecto”, indicou Arlindo Carvalho.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos