Cruz Vermelha de Cabo Verde almeja tornar-se “mais potente” com mudança de estatutos

Ribeira Grande, 28 Set (Inforpress) – O presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde defendeu hoje que a mudança de estatutos, “nos próximos tempos”, vai tornar a organização mais robusta e com capacidade de intervir de forma rápida em situações de crise e emergência.

Arlindo Carvalho falava aos jornalistas após o ateliê de socialização de instrumentos jurídicos com os membros, voluntários e parceiros da Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV) dos três dos concelhos de Santo Antão, que decorreu em Afonso Martinho, na Ribeira Grande.

“Queremos ser uma sociedade nacional da Cruz Vermelha que venha apoiar outras sociedades nacionais que tenham mais problemas ligados à sobrevivência”, precisou.

Isso porque, segundo Arlindo Carvalho, a CVCV “não faz concorrência” com outras sociedades nacionais, mas tem em atenção como essas sociedades resolvem os seus problemas.

O presidente da CVCV falou ainda do seu mandato que, segundo o mesmo, foi formado em torno destas preocupações.

“Decorridos quase quatro anos, podemos dizer que sim, desenvolvemos uma base estatutária, reformamos e reforçamos os instrumentos jurídicos e criamos condições para o exercício pleno da gestão na Cruz Vermelha de Cabo Verde com transparência e rigor, mas queremos muitos mais” assegurou.

LFS/CP

Inforprss/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos