Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Criminalidade em Cabo Verde diminui 17,4% em 2019 – Polícia Nacional (c/áudio)

Cidade da Praia, 12 Mar (Inforpress) – A criminalidade em Cabo Verde diminuiu em 17,4% no ano de 2019, com registo de menos de 3.165 ocorrências criminais em comparação com o ano de 2018, divulgou o director nacional da Polícia Nacional (PN).

Emanuel Estaline Moreno, que falava na abertura do XIV Conselho de Comandos da PN, disse que em 2019 a Polícia Nacional cumpriu mais de 80% das actividades previstas e programadas, tendo realizado muitas actividades extraplano em cumprimento das directivas superiores, que resultaram na redução da criminalidade.

“No domínio do enfrentamento da criminalidade, em 2019, em jeito de balanço, houve incremento das operações da polícia ao nível das rugas, em mais de 88%, operações stop, em mais de 63% e revistas em mais de 6%”, precisou.

O representante máximo da PN destacou a redução das ocorrências em 19 dos 22 municípios, sendo as reduções mais significativas registadas em São Vicente com menos 10%, Sal com menos 14%, Santa Catarina de Santiago redução de 28%, Santa Cruz com menos 19%, São Filipe 24%, Boa Vista com menos 6% e Ribeira Grande de Santiago com menos 43%.

Em relação à cidade da Praia explicou que, não obstante o pico de instabilidade “sentido” no último trimestre de 2019 e do aumento momentâneo da criminalidade nesse período em referência, verificou-se uma diminuição do número de ocorrências na ordem dos 25% face ao ano anterior.

Em sentido oposto estiveram os concelhos da Ribeira Brava com acréscimo de sete casos, representando o aumento de 5%, Porto Novo com mais 18 casos e 4% e Brava com mais cinco ocorrências e aumento de 2%.

No que se refere à tipologia de crimes, os dados apresentados por Emanuel Estaline Moreno indicam que os crimes contra património predominaram com 53% de todas as ocorrências registadas a nível nacional. Entretanto assinala a redução desse tipo de crime na ordem de 23% a nível nacional e face ao ano de 2018.

“Houve a diminuição generalidade dos crimes contra o património, com destaque para os furtos que reduziram 21% (com menos 721 ocorrências) e roubos com menos 20% (ou seja, menos 979 casos”, precisou o responsável máximo da PN.

Em relação aos crimes contra pessoas que representaram 47% do total das ocorrências houve igualmente uma redução de 10%, com destaque para o número de homicídios que diminuiu 8%, (menos três casos em relação ao ano de 2018), crimes de VBG que recuaram em 0,3%, apesar de ter aumentado em 10 dos 22 municípios, e crimes sexuais contra menores de 16 anos com diminuição de 6%.

No entanto os dados apresentados pelo director nacional da PN apontam para o aumento de crimes sexuais contra adultos, com registo de mais 14 casos do que em 2018, correspondente ao acréscimo de 18%.

Seguindo a tendência global, as ofensas corporais registaram a diminuição de 16%, ou seja, menos 477 ocorrências.

Emanuel Estaline Moreno salientou que pelo quarto ano consecutivo a PN registou a diminuição de ocorrências num total acumulado de 50%, meta que estava prevista para ser atingida em 2021.

“Em 2016 tivemos menos 3,31%, em 2017 menos 10,41, em 2018 menos 18,52% e em 2019 menos 17,43%, antecipando a meta preconizada, que era de atingir essa percentagem em 2021”, sustentou.

Apesar dos resultados positivos adianta que a PN não vai “baixar a guarda” e vai continuar a desenvolver todos mecanismos para fazer frente às diversidades dos desafios e conseguir diminuir de forma continuada a criminalidade por forma devolver a tranquilidade aos cidadãos, mantendo Cabo Verde como um país cada mais seguro.

 

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos