Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Crimes eleitorais no Brasil levam 58 pessoas à prisão e 1.956 urnas são substituídas

l São Paulo, Brasil, 28 Out (Inforpress) – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou hoje que foram substituídas 1.956 urnas electrónicas e que os crimes eleitorais à boca de urna levaram 58 pessoas à prisão na segunda volta das eleições brasileiras.

Num balanço divulgado hoje à tarde, o TSE relatou que as prisões foram motivadas pela prática de propaganda eleitoral, que é proibida no dia da eleição no Brasil, e aconteceram nos estados do Ceará, Distrito Federal, Pará, na Paraíba, em Pernambuco, no Paraná, em Santa Catarina e São Paulo.

O balanço revela ainda que foram registadas 83 ocorrências, das quais 22 eram à boca de urna.

Antes, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que não havia registo de casos graves de violência.

“Não temos nenhum embate ou conflito mais grave a verificar. As eleições tendem a ser bastante tranquilas. A vontade do eleitor, espero, será respeitada porque faz parte da democracia”, frisou.

Hoje 147 milhões de brasileiros votam para escolher um novo Presidente que governará o país entre os anos de 2019 e 2022.

Em catorze estados do país também acontece a escolha de governadores regionais.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos