Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CPLP: Presidente da Assembleia Parlamentar defende cooperação para combater pandemia

Luanda, 17 Jul (Inforpress) – O presidente da Assembleia Parlamentar da CPLP, Cipriano Cassamá, defendeu hoje a adopção de uma plataforma de cooperação no combate à covid-19 para permitir à população dos países-membros alcançar, de forma solidária, a imunidade de grupo.

Cipriano Cassamá, que intervinha hoje no início da XIII cimeira de chefes de Estado e do Governo da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), destacou que o combate à pandemia de covid-19 e os seus efeitos foram temas discutidos na 10.ª Assembleia Parlamentar, ocorrida em Bissau em 07 e 08 de Junho, cujos trabalhos decorreram em “clima de amizade e cordialidade com apelos a cooperação e solidariedade” entre os integrantes da organização.

“A covid-19 chegou, instalou-se, provocou grandes estragos e não poupou ninguém”, afirmou o também Presidente da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau.

“Entendem, por isso, os parlamentares da CPLP, que os nossos Estados e Governos devem encontrar uma plataforma de cooperação que permita a todas as populações dos países-membros a possibilidade de atingir a imunidade de grupo o mais rapidamente possível, de formas solidária, para evitar que qualquer de nós fique para trás e cada um possa contar com os esforços e acção de todas”, apelou Cipriano Cassamá, sublinhando que “hoje mais do que nunca a CPLP é necessária”.

O presidente do parlamento guineense realçou também que o reforço da cooperação comum passa inevitavelmente pela força que puderem construir na comunidade.

“Somos atractivos e essa realidade é espelhada pelo volume de países e instituições internacionais que observam e participam nas actividades da nossa comunidade”, indicou, salientando a necessidade de intensificar “o espírito de pertença e cooperação económica” entre os Estados-membros.

Após a sessão de abertura da cimeira, Angola assumiu formalmente, às 11:55 (locais e de Lisboa) a presidência rotativa da CPLP, com a nomeação do chefe de Estado João Lourenço como presidente da Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP para o biénio 2021-2023.

Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste são os nove Estados-membros da CPLP, que comemora hoje 25 anos.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos