Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CPLP: Ministros reconhecem necessidade da melhoria da qualidade da água na Comunidade

Cidade da Praia, 27 Nov (Inforpress) – Os ministros responsáveis pelo sector da água nos Estados-membros da CPLP assumiram hoje a aposta no reforço da melhoria da qualidade e sustentabilidade da água e da cooperação mútua entre os países do espaço lusófono.

Esta ambição consta de uma declaração final da II Reunião de Ministros e Autoridades Responsáveis pela Água da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorreu por em videoconferência para debater a governança da água e os desafios da sustentabilidade no espaço lusófono.

Em conferência de imprensa, na Cidade da Praia, o ministro da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde, Gilberto Silva, país que detém a presidência rotativa da organização, adiantou que os governantes dos nove países da comunidade se comprometem a mobilizar a participação da CPLP em iniciativas pertinentes para a prossecução dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável 6 e dos direitos humanos a água e do saneamento.

Os mesmos, prosseguiu, o porta-voz da reunião, sugeriram ao secretariado executivo da CPLP a promover diligências para se aproximar de potenciais parceiros para fins de cooperação na realização de ODS 6, e de fortalecer as acções de cooperação técnica na área de gestão e de monitoramento dos recursos hídricos, abastecimento de água e saneamento.

Reconhecendo os desafios que os Estados-membros da CPLP enfrentam em matéria de água, os ministros, segundo Gilberto Silva, apelam ainda ao reforço da cooperação mútua entre os países no sentido de maior aproximação e cooperação institucional da governança da água no reforço de capacidade para os serviços de abastecimento de água, saneamento e recursos hídricos.

“Nós estamos a primar pelo reforço da qualidade dos serviços de água porque só assim também podemos prevenir melhor as doenças hídricas e tudo isto faz parte do âmbito de uma cooperação muito concreta que poderá ser estabelecida entre os países da CPLP”, afirmou.

Da declaração final sobre o encontro consta ainda o apelo ao desenvolvimento de projectos concretos nas áreas de governança para a sustentabilidade da água, que contribuam de forma muito clara no reforço das capacidades dos estados membros para o bem-estar das populações e para alcançar o desenvolvimento sustentável.

Os governantes recomendam, por outro lado, ao secretário executivo da CPLP a realização de consultas com secretariado técnicas permanentes da reunião de ministros e autoridades responsáveis pela água para a estruturação de uma proposta de plano de trabalho 2021-2023 e encorajar o governo de Angola, que receberá a presidência pro tempore da CPLP na prossecução de esforços para incrementar a cooperação entre os Estados-membros.

CM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos