Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CPLP: Ministro dos Negócios Estrangeiros reúne-se sábado com homólogo angolano (c/áudio)

Cidade da Praia, 07 Mai (Inforpress) – O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Rui Figueiredo, reúne-se sábado, em São Vicente, com o seu homólogo angolano, Téte António, para preparação da passagem da pasta da presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A informação foi avançada à Inforpress por Rui Figueiredo, que adiantou que o encontro constitui uma oportunidade para analisar com o ministro dos Negócios Exteriores de Angola os dossiês da presidência ‘pro tempore’ da CPLP, actualmente assumida por Cabo Verde.

Tendo em conta que o chefe de Estado angolano irá assumir a presidência rotativa da CPLP, no dia 17 de Junho próximo, em Luanda, Angola, disse que o seu homólogo decidiu fazer esta visita para ultimarem os últimos preparativos da passagem da pasta desta presidência ao nível dos ministros para que os Chefes de Estados possam assegurar essa transição com máxima tranquilidade.

Segundo Rui Figueiredo, o encontro vai ser servir também para passar em revista alguns aspectos das relações bilaterais entre Cabo Verde e Angola.

Acrescentou que para o dia 09, domingo, está prevista a participação do ministro dos Negócios Exteriores de Angola na cerimónia de juramento à bandeira no Centro de Instrução Militar Zeca Santos, no Morro Branco.

Cabo Verde assumiu a presidência da CPLP na XII Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizada na ilha do Sal, nos dias 17 e 18 de Julho de 2018.

O país prolongou até 2021 a presidência rotativa da CPLP, após proposta de Angola, país que deveria assumir a liderança da organização lusófona em Julho de 2020.

A CPLP foi criada a 17 de Julho de 1996, em Lisboa, por sete Estados: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Em 2002, com a independência, Timor-Leste tornou-se oitavo Estado-membro. Em 2014, a Guiné-Equatorial foi admitida como membro da organização, durante a Cimeira realizada na capital timorense, Díli.

A organização definiu como objectivos gerais a concertação político-diplomática entre os seus Estados-membros, nomeadamente para o reforço da sua presença no cenário internacional, tendo também como um dos seus objectivos a promoção e difusão da língua portuguesa.

A área do globo terrestre ocupada pelos nove Estados-membros da CPLP corresponde a 10.742 000 quilómetros quadrados de terras, o equivalente a 7,2 por cento (%) da terra do planeta (148.939 063 quilómetros quadrados), espalhados por quatro continentes: Europa, América, África e Ásia.

AV/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos