Praia: Cozinheiras das escolas do EBI ganham panelas e cozinhas remodeladas do Ministério da Educação

Cidade da Praia, 16 Fev (Inforpress) – As cozinheiras das escolas do Ensino Básico Integrado (EBI) do concelho da Praia, no âmbito do Programa Nacional da Alimentação Escolar, ganharam hoje panelas novas e cozinhas remodeladas num investimento de cerca de 23 mil contos.

No acto da entrega dos utensílios de cozinha e equipamentos adequados para confecção, conservação e distribuição das refeições, que teve lugar esta tarde, na Escola Básica do Paiol, cidade da Praia, o delegado da Educação, em representação do ministério, explicou que se trata do culminar de um “grande processo” de transformação das escolas, que se iniciou em 2016.

“Nessa altura, entendemos que se deveria melhorar as condições de trabalho de todos os profissionais que estão nas escolas, começando por requalificar as salas de aulas, as casas de banhos e agora as cozinhas”, disse Adriano Moreno

Para além da melhoria das condições de trabalho das cozinheiras, o delgado da Educação da Praia referiu-se ainda sobre o aumento salarial que passou de seis mil para 12 mil escudos.

Lembrou que anualmente, o ministério comprometeu-se a proceder a um aumento de mil escudos para que a mensalidade das mulheres da cozinha igualasse ao salário mínimo nacional.

Conforme Adriano Moreno, na Praia, foram gastos a volta de 70 mil contos para a remodelação das escolas, sendo que neste momento já foram renovados 98 por cento (%) das infra-estruturas, faltando as escolas de São Martinho, Achada Mato e 13 de Janeiro para concluir o processo.

As cozinheiras manifestaram-se satisfeitas com a entrega dos equipamentos, com maior qualidade, para preparar e entregar refeições aos alunos.

A entrega dos utensílios e equipamentos de cozinha às Escolas Básicas do país acontece no âmbito do Projecto Reforço Institucional do Sector Educativo (RISE), o Ministério da Educação, através da Ficase, num investimento de mais de 16.000.000$00.

Já no âmbito do Programa Nacional da Alimentação Escolar foi adquirido fogões industriais, e arcas frigoríficas, que custaram aos cofres do Ministério da Educação à volta de sete mil contos, totalizando o investimento avaliado em cerca de 23 mil contos.

PC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos