“Covid-19 veio a reforçar a aposta no digital em Cabo Verde” – secretário de Estado

Cidade da Praia, 09 Mar (Inforpress) – O secretário de Estado para a Inovação, Pedro Lopes, afirmou hoje que a governação electrónica e a aposta no digital em Cabo Verde é uma certeza que veio a ser reforçada com a pandemia da covid-19.

O governante falava na abertura do segundo num webinar em matéria de identificação electrónica – eID/Assinatura Digital, promovido pela delegação da União Europeia em Cabo Verde e Núcleo Operacional para Sociedade Informação (NOSI), no âmbito da parceria especial.

Pedro Lopes disse que Cabo Verde tem dado “passos importantes” naquilo que são os objectivos do País em Governação electrónica que é, sobretudo, levar para as empresas e para os cidadãos transparência, reforço da sua participação, da sua confiança e nível da comodidade e eficácia e eficiência na forma de fazer negócio.

“Acho que a pandemia veio reforçar também este posicionamento. De um momento para outro vimos todos confinados nas nossas casas, mas aquilo que não pode ser confinado é o nosso direito de exercer a cidadania ou então a nossa forma contínua de fazer negócios. E digital permite que assim seja”, anotou.

O secretário de Estado indicou que neste momento Cabo Verde encontra-se num processo de reforçar as infra-estruturas e a literacia digital.

Mencionou o parque tecnológico que deve ser finalizado ainda este ano permitindo o reforço do ecossistema do digital, do Cabo EllaLink, já lançado em Cabo Verde para conectar Cabo Verde Europa e América latina, e que, na perspectiva de Pedro Lopes, irá reforçar a conectividade do País.

A nível da literacia digital falou do projecto Weblab em implementação em todas as escolas secundárias para preparar os jovens para novos desafios.

“Temos de preparar a nossa juventude para a inteligência artificial para Blockchian para impressão 3D e tudo que são as tendências do futuro. E é isto que estamos a fazer também com esse projecto weblab”, realçou, indicando que “milhares de jovens” já aprenderam os princípios do programa e da robótica com programa.

Por outro lado, indicou que uma aposta forte está também a ser feita na cibersegurança de forma a garantir a segurança nacional bem como alavancar a ambição do País de ser uma plataforma digital na região.

Neste sentido, em nome do Governo, agradeceu o apoio dos parceiros, em particular, a União Europeia que, segundo disse, tem ajudado Cabo Verde a dar “passos firmes” naquilo que é a Governação Electrónica.

O webinar que hoje arrancou reúne cerca de 30 representantes de instituições públicas e privadas cabo-verdianas para partilha de conhecimentos e experiências com peritos da Administração Pública de Alemanha, Grécia e Itália.

Temas como Blockchain, PKI, Big Data, Mobile Authentication e outros vão estar em debate nos três dias de trabalho.

MJB/AA

Inforpress/Fim 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos