Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Vacinação é uma mais-valia para os guias turísticos e para a qualidade dos serviços prestados – associação (c/áudio)

Cidade da Praia, 22 Jun (Inforpress) – O presidente da Associação de Guias e Animadores Turísticos de Cabo Verde mostrou-se satisfeito com o processo de vacinação no País, reiterando que a imunização é uma mais valia para a classe e para o serviço prestado.

Ulissandro Reis fez esta intervenção à Inforpress, numa análise sobre a importância da imunização dos guias turísticos no papel que desempenham para o sector.

Conforme apontou, a vacinação para a classe é uma mais-valia, sendo que os guias turísticos estão na linha da frente, pois há permanente contacto com os turistas durante longos períodos.

Por outro lado, realçou esta importância na protecção das famílias relativamente aos contágios, já que, apontou, uma vez imunizados os riscos são menores.

“É uma medida boa que estávamos à espera para melhorar a qualidade de serviço e de saúde também”, sublinhou.

Informou que já há uma lista enviada ao Ministério do Turismo, com os dados de todos os guias que queiram receber a vacina, congratulando-se também com o facto da operação estar a acontecer em massa nas ilhas do Sal e da Boa Vista.

Neste sentido, o responsável sublinhou que as “prespcetivas da retoma são boas” e que Cabo Verde deve continuar a imunização da população, visto que os países da Europa, “principais clientes turísticos”, estão também neste processo.

O Governo decidiu reforçar as equipas afectas à vacinação no Sal e na Boa Vista, com vista a acelerar a vacinação da população elegível das duas ilhas, por serem as principais ilhas turísticas do país.

A decisão foi tomada em reunião do Conselho de Ministros e comunicada em conferência de imprensa  pela ministra da Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares, Filomena Gonçalves.

De acordo com a governante, a ilha do Sal passa a contar mais cinco equipas e a Boa Vista mais quatro, sendo que cada equipa é composta por dois enfermeiros e dois registradores.

“É prioritário acelerar a vacinação da população elegível (18 anos e mais) das duas ilhas de forma a permitir a retoma do turismo com maior segurança em termos sanitários”, sustentou, indicando que, de acordo as projecões do Instituto Nacional de Estatística (INE), Sal conta com 28 mil pessoas elegíveis para vacina contra a covid-19 e Boa Vista 15 mil.

O objectivo do Governo, conforme disse a ministra, é vacinar até finais de Julho de 2021 toda a população elegível das duas ilhas e garantir a imunização por forma a permitir a retoma económica, incluindo o turismo, que representa a grande percentagem do PIB de Cabo Verde.

HR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos