Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: UNECA destaca importância da ciência, tecnologia e inovação na recuperação da África

Cidade da Praia, 17 Jun (Inforpress) – A secretária executiva da Comissão Económica das Nações Unidas para África (UNECA), Vera Songwe, disse esta terça-feira, que a ciência, tecnologia e inovação estarão no centro da recuperação da África e da sua capacidade de criar empregos sustentáveis.

A responsável que falava durante um fórum virtual de cinco dias sobre inovação e investimento para combater a covid-19 na África, salientou que o continente precisa inovar para definir soluções locais para conter a pandemia de covid-19 e emergir da recessão económica.

“Precisamos de investimentos em inovação, ciência e tecnologia para entender como podemos proteger os nossos cidadãos e também sair dessa crise. A inovação, ciência e tecnologia estarão no centro da recuperação da África e da sua capacidade de criar empregos sustentáveis, razão pela qual a UNECA vem conversando há muito tempo sobre a importância dos direitos de propriedade intelectual para proteger as inovações dos jovens africanos”, disse Vera Songwe.

A secretária executiva da UNECA, citada numa nota publicada no site da organização, sublinhou que os custos actuais de registos de propriedade intelectual no continente são proibitivos e não recompensam a inovação.

“Esta não é uma estratégia de crescimento”, disse, realçando que se fala de ciência, tecnologia e inovação, mas também é preciso garantir que os formuladores de políticas garantam que nossas plataformas tecnológicas sejam robustas.

Para além de enfatizar a importância da ciência, tecnologia e inovação, Vera Songwe realçou, também, a necessidade de a África construir uma base industrial “muito mais forte e muito mais colaborativa”.

Neste sentido, defendeu que são necessárias parcerias em todo o continente para garantir o aproveitamento a Área de Livre Comércio Continental Africana.

Por outro lado, salientou que a África deve também se unir para ver como pode participar da grande campanha por uma vacina contra a covid-19 e outras doenças que afectam o continente.

“Para que a África consiga sair desta crise de maneira sustentável, a tecnologia deve ser a pedra angular desse sucesso”, sublinhou, acrescentando que o continente deve inovar colectivamente e apoiar seus jovens na inovação, criar a infra-estrutura necessária para criar empregos de qualidade, estimular o crescimento económico e promover a saúde.

O número de mortos por covid-19 em África subiu para quase sete mil, mais 230 nas últimas 24 horas, em cerca de 259 mil casos, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de mortos subiu de 6.769 para 6.999, enquanto o de infectados passou de 251.866 para 259.036, mais 7.170.

Já o número de recuperados é de 118.472, mais 4.164.

MJB/DR

Inforpress/fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos