Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: UCCLA suspende diversas actividades programadas como medida de prevenção à pandemia

Cidade da Praia, 07 Abr (Inforpress) – A União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) suspendeu diversas actividades programadas como medida complementar ao plano de contingência implementado e as recomendações do governo português, avançando que as mesmas serão remarcadas oportunamente.

Em comunicado, a organização elucidou que devido a pandemia do novo coronavírus entendeu suspender as iniciativas programadas que teriam lugar nos próximos meses em Portugal e Cabo Verde.

Assim, avançou a mesma fonte, o X Encontro de Escritores de Língua Portuguesa, que  irá decorrer na cidade da Praia, em Cabo Verde, a Assembleia Geral da UCCLA, a inauguração da exposição sobre Património e o Mercado da Língua Portuguesa, no mercado da Vila de Cascais, em Portugal, ficam suspensas.

A UCCLA informa ainda que as diversas iniciativas no auditório da Casa das Galeotas ficarão, assim, suspensas e serão todas oportunamente remarcadas.

A UCCLA – União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa  é uma associação intermunicipal de natureza internacional, criada a 28 de Junho de 1985.

A organização tem sido palco de frutuosa e intensa ação de intercâmbio e cooperação, assumindo a missão de contribuir para o desenvolvimento e o bem-estar das suas populações.

As acções da UCCLA, no âmbito da prevenção, saúde e educação, cultura, infraestruturas, saneamento e ambiente, reabilitação e património, formação empresarial e autárquica, e institucional, têm-se desenvolvido ao longo dos 33 anos no universo das suas cidades-membro e, de forma muito positiva, têm contribuído para fomentar o entendimento, a cooperação e o desenvolvimento económico entre os seus municípios membro.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil.

CM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos