Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Governo defende aceleração das reformas de políticas públicas na atraccão de investimentos privados

Cidade da Praia, 06 Ago (Inforpress) – O secretário de Estado para as Finanças, Gilberto Barros, defendeu hoje a necessidade de aceleração das reformas de políticas públicas para atrair mais investimentos privados, reiterando que há um risco de abrandamento do investimento devido à pandemia da covid-19.

Este governante fez estas declarações ao presidir à cerimónia de abertura do ateliê temático sobre “Financiamento da Economia e Desenvolvimento do Sector Privado no Pós-Pandemia da covid”, realizado hoje, na Cidade da Praia.

Conforme frisou, Cabo Verde tinha até Março deste ano uma economia que crescia a 5,8 por cento (%), mas disse que a situação está a ser afectada pela pandemia do novo coronavírus, podendo, contudo haver uma contracção, que poderá atingir até 8%.

Face ao actual contexto, prosseguiu, haverá um impacto significativo e um risco de abrandamento do investimento, mostrando-se, no entanto, optimista que a nível do investimento privado esta situação não tenha o mesmo impacto.

“Em termos de políticas públicas, a resposta do Governo é uma aceleração das reformas. Teremos que acelerar as reformas, porque só assim é que podem trazer mais investimentos privados. Devido ao investimento do país, a alavanca do investimento público é uma alavanca que neste momento é muito limitada”, disse, alertando que se o país quiser de fato fomentar o crescimento económico, terá que olhar mais para a alavanca do financiamento privado.

Destacou, por outro lado, a importância da parceria ente instituições financeiras cabo-verdianas e estrangeiras e parceria entre empresários cabo-verdianos e estrangeiros, ressalvando que para minimizar o impacto da covid-19 na economia é preciso encontrar formas de financiar os projectos, de forma a criar crescimento e emprego.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde desta quarta-feira, Cabo Verde registou mais um óbito por covid-19 e 48 novos casos de infecções, elevando para 26 o número de mortes e 2631 casos positivos acumulados.

Das 191 amostras analisadas no laboratório de virologia da Praia, segundo a mesma fonte, 44 deram positivos, sendo 35 na capital do país, dois em Santa Cruz, um em Ribeira Grande de Santiago, um em São Miguel, três em São Salvador do Mundo e dois no Tarrafal de Santiago.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 701 mil mortos e infectou mais de 18,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.
Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em Fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

CM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos