Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/São Vicente: “Situação estável e controlada apesar do perigo e ameaça de outras variantes” – delegado de Saúde (c/áudio)

Mindelo, 07 Jul (Inforpress) – A ilha de São Vicente regista actualmente uma situação “estável e muito bem controlada” em relação à covid-19, apesar do “perigo” de “a qualquer momento poder entrar a variante Delta”, que é “mais perigosa” a nível da contaminação.

Quem o afirmou hoje aos jornalistas foi o delegado de Saúde de São Vicente, Elísio Silva, à margem da entrega de uma nova viatura pela empresa Copa SA à Delegacia de Saúde, e em que aproveitou para pedir à população para continuar a observar as medidas sanitárias indicadas, porque “todo o cuidado é pouco”.

“Se é certo que o número de casos está a diminuir na ilha, sabemos também que em outros países, que registaram igualmente baixas no número de casos, houve a entrada de outras variantes, como por exemplo Portugal, com quem temos voos diários”, alertou Elísio Silva.

“Estamos em perigo porque a qualquer momento pode entrar a variante Delta que é mais perigosa a nível da contaminação”, reforçou.

Contudo, o delegado de Saúde observou que os serviços de saúde estão atentos, a começar pelo facto de só entrar no País quem tiver um teste negativo da covid-19, independentemente de estar vacinado.

“O trabalho na sensibilização continua ao lado dos nosso parceiros e só pedimos a colaboração das pessoas, sobretudo no seu comportamento nas praias da ilha”, sintetizou a mesma fonte.

O delegado de Saúde deu conta, por outro lado, que o ritmo de vacinação na ilha “é elevado”, com “mais de 22 mil pessoas” inoculadas com a primeira dose e três mil pessoas com as duas doses, pelo que, continuou, a ideia é até ao mês de Agosto ter “mais de 60 por cento da população-alvo vacinada”.

Elísio Silva informou ainda que delegacia já deslocalizou o serviço de quarentena obrigatório do Centro de Estágio para as instalações das Aldeias SOS, e que, da mesma forma, o serviço de diagnóstico covid-19, onde as pessoas efectuam os testes rápidos e PCR, antes no Centro de Estágio, vai passar a funcionar na zona do Monte Sossego, na avenida da Holanda, no espaço onde deverá ser construído o futuro centro de saúde do Monte Sossego.

O retrato epidemiológico de São Vicente no dia de hoje sobre a covid-19 aponta para um caso internado no Hospital Baptista de Sousa, quatro casos no isolamento e 48 casos no domicílio.

AA/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos