Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/ São Vicente: Falcões do Norte conta angariar 60 cestas básicas para ajudar famílias de Chã de Alecrim

Mindelo, 13 Abr (Inforpress) – O Clube Desportivo Falcões do Norte, da zona de Chã de Alecrim, pretende angariar até 60 cestas básicas para ajudar as famílias carenciadas da localidade, contando com os sócios e parceiros no País e na diáspora.

Apesar das várias campanhas lançadas por diferentes instituições na ilha e no País, os Falcões do Norte, da primeira divisão do campeonato de futebol, em São Vicente, decidiram também apostar nessa iniciativa, tendo em conta que são um clube inserido numa zona e com uma “certa responsabilidade”, conforme o presidente da agremiação, João Dias, avançou à Inforpress.

Neste sentido, segundo a mesma fonte, a ideia é arrecadar “pelo menos” 60 cestas básicas e apoiar as várias famílias afectadas pelos condicionamentos do novo coronavírus e do estado de emergência decretado pelo Presidente da República.

“O Falcões completa 60 anos agora em 2020 e queremos associar estes dois números e apoiar a quem precisa”, sublinhou o líder desportivo, adiantando estarem a contar com sócios e parceiros, tanto em Cabo Verde como na diáspora.

Estes apoiantes, que, ajuntou, responderam positivo ao desafio, isto porque mesmo com só com dois dias da campanha, lançada neste final de semana, já conseguiram angariar algum donativo.

“O clube vai entrar com um montante e as pessoas podem ajudar tanto com géneros alimentícios, produtos de limpeza e também quantias em dinheiro”, explicou João Dias, acrescentando estarem a recolher os donativos na sede do clube, em Chã de Alecrim, e através de contas bancárias já disponibilizadas, por exemplo, para aqueles que estão na diáspora.

Para a distribuição das ajudas, os Falcões do Norte, segundo a mesma fonte, estão neste momento no processo de cadastramento das famílias, em que contam com o apoio dos dirigentes e dos jogadores.

“Esta campanha é só mais um acréscimo face as outras ajudas já dadas por outras instituições, porque sabemos que por mais que arrecadarmos e conseguirmos distribuir, não será suficiente para suprimir as necessidades de todos os que precisam”, considerou João Dias, que espera um “grande engajamento” da população local, para a campanha que vai ser feita até 30 de Abril.

“Este é o maior desafio das nossas vidas e temos de o vencer, por isso vamos marcar o nosso melhor golo e ter uma vitória solidária”, sublinham os Falcões do Norte como apelo.

O estado de emergência de 20 dias, o primeiro em toda a história da República de Cabo Verde, termina às 24:00 da sexta-feira, 17. Com esta medida, a população é obrigada ao dever geral de recolhimento, com limitações aos movimentos, empresas não essenciais fechadas e todas as ligações interilhas e para o exterior suspensas.

O País regista até então dez casos confirmados do novo coronavírus, sendo um em São Vicente, três na cidade da Praia e seis na Boa Vista, entre os quais um óbito, um cidadão inglês de 62 anos, que se encontrava de férias na ilha.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 109 mil mortos e infectou quase 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infecção, quase 360 mil são considerados curados.

LN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos