Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/Santiago Norte: São Miguel perto de atingir 70% de vacinados com primeira dose

Calheta, São Miguel, 28 Out (Inforpress) – São Miguel poderá tornar-se, nos próximos dias, no terceiro dos seis municípios da região Santiago Norte a atingir a meta dos 70 por cento (%) da população com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19.

Nesse sentido, vai juntar-se aos municípios de São Lourenço dos Órgãos e Santa Cruz que se tornaram no primeiro e segundo dos seis concelhos da região Santiago Norte, respectivamente, a atingirem tal marca.

Conforme os dados avançados pelo Gabinete da Região Sanitária Santiago Norte (RSSN), até 27 de Outubro São Lourenço dos Órgãos e Santa Cruz contam com 88,5% e 73,1% da população vacinada com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19.

Conforme os mesmos dados, em São Miguel, das 8.591 pessoas elegíveis, ou seja, maiores de 18 anos, ao todo foram vacinadas com primeira dose 5.936 (69,1%) e segunda dose 2.552 (29,7%), num total de 8.488 doses de vacinas contra a covid-19 já administradas.

Entretanto, a nível da RSSN, dos 76.688 indivíduos da população elegível ao todo foi vacinado um total de 49.107 pessoas com a primeira dose, o que corresponde a 64%, e 25.915 pessoas estão completamente vacinadas, o que equivale a 33,8% da população elegível, num total de 75.022 doses de vacinas administradas nos seis municípios que a compõe.

Por municípios, São Lourenço dos Órgãos lidera na percentagem com 88,5% da população vacinada com a primeira dose, seguido de Santa Cruz 73,1%, São Miguel 69,1%, Santa Catarina 59,1%, São Salvador do Mundo 55,8% e Tarrafal 55,3.

Quanto à segunda dose, São Lourenço dos Órgãos também está a liderar (57,8 %), seguido de Santa Cruz (47,7%), São Miguel (29,7%), São Salvador do Mundo (29,4%), Tarrafal (28,1%) e Santa Catarina (27,3%).

Tendo em conta, que os municípios de Santa Catarina, Tarrafal e São Salvador do Mundo ainda registam uma taxa de vacinação inferior a 70% o Governo criou hoje uma estrutura de coordenação visando o reforço da actuação nesses três concelhos e a intensificação das acções de sensibilização, mobilização e de vacinação junto das comunidades locais.

Segundo um diploma publicado no Boletim Oficial (B.O) a estrutura de coordenação pluridisciplinar é constituída pelo pessoal de saúde local, da Polícia Nacional e das Forças Armadas e pelo Serviço Nacional da Protecção Civil e Bombeiros.

Este documento, refere o Governo no diploma, que compete à Direcção Nacional da Saúde (DNS) emitir relatórios quinzenais de avaliação da evolução da pandemia e de recomendação sobre eventuais medidas que devam ser adotadas, alteradas ou reintroduzidas.

A DNS deve, ainda, proceder à análise e avaliação do impacto da implementação das medidas dessa resolução, em função da evolução do processo de vacinação em todo o país.

No entanto, explica o executivo que os estabelecimentos são obrigados nos termos da resolução, bem assim como organizadores e promotores de eventos desportivos, artísticos, culturais, recreativos e de lazer, devem informar, “de forma clara e visível, os clientes, utentes ou participantes, relativamente à obrigatoriedade de apresentação de certificado de covid de vacinação”.

Acrescenta ainda que o dever de informação também se aplica relativamente às regras de lotação máxima, funcionamento, acesso, atendimento, higiene, segurança e outros relevantes, aplicáveis a cada estabelecimento.

Todas as operações e actividades relacionadas com a fiscalização da aplicação das medidas cabem às autoridades de acompanhamento e fiscalização designadas no artigo 3º da Resolução nº 92/2020, de 04 de Julho.

Segundo o mesmo documento, a inobservância, o incumprimento ou a violação das normas, condições de segurança sanitária ou de quaisquer medidas de prevenção específicas, estabelecidas ou determinadas pelas autoridades de saúde, constitui infração de natureza sanitária e acarreta a aplicação de sanções, designadamente, a renovação da declaração de conformidade sanitária e do respectivo selo, a suspensão da actividade, cancelamento da licença ou encerramento da licença, conforme o caso, nos termos da lei.

Em Santiago Norte, todas as delegacias de Saúde já têm um calendário de vacinação contra a covid-19, que contempla deslocação às várias localidades durante os próximos meses.

Daí o apelo à adesão da população, sobretudo das pessoas maiores de 18 anos, tendo em conta que, segundo as autoridades sanitárias, a vacinação vai evitar casos graves de contaminação e até mortes por covid-19.

A RSSN conta com cinco delegacias de saúde, um hospital regional e um centro de saúde (São Salvador do Mundo), que depende da Delegacia de Saúde de Santa Catarina.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos