Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/Santiago Norte: PM acredita que nova estratégia vai aumentar a adesão à vacinação em Cabo Verde (c/áudio)

Calheta, São Miguel, 05 Ago (Inforpress) – O primeiro-ministro (PM) disse hoje acreditar que a nova estratégia que vai dar acesso as actividades desportivas, culturais e de entretenimento vai aumentar a adesão à vacinação em Santiago Norte e no País, sobretudo por parte dos jovens.

Ulisses Correia e Silva fez estas declarações aos jornalistas, no período de manhã no âmbito de uma visita de dois dias ao interior de Santiago, que culmina esta sexta-feira nos concelhos de Santa Catarina, São Lourenço dos Órgãos e São Salvador do Mundo.

A mesma contemplou hoje os municípios de Santa Cruz, São Miguel e Tarrafal, com uma agenda virada para a campanha de sensibilização e aceleração de vacinação contra covid-19.

Dos postos de vacinação visitados no período de manhã, em Santa Cruz e São Miguel, o chefe do Governo mostrou-se satisfeito com a dinâmica da vacinação, onde presenciou a inoculação dos jovens, adultos e pessoas idosas, mas afirmou que a ambição é aumentar ainda mais a taxa de adesão.

É que, segundo ele, a vacinação tem efeito sobre a saúde, a economia, o emprego e o rendimento, daí a necessidade do aumento da taxa de vacinação em Santiago Norte que está com 23,3%, uma taxa abaixo da média nacional, que é 44,5%.

“Temos ilhas que já atingiram 80%, caso de Santo Antão, e 70%, caso de São Nicolau, e Santiago Norte tem que aumentar a sua taxa vacinal para que possa estar ao mesmo nível das demais regiões”, notou o primeiro-ministro, que mais uma vez apelou a disponibilidade das pessoas para a vacinação.

Acrescentou que a vacinação vai “abrir portas”, sobretudo para os jovens para que possam ter acesso ao desporto, cultura, festas e discotecas.

“Creio que a mensagem já passou no seio da juventude, tendo em conta que esta camada considera o cartão de vacinação de ‘freepass’. O cartão de vacinação era o ‘freepass’ que estávamos a espera há muito tempo para que possamos ter a possibilidade de fazer tudo aquilo que gostamos (…)”, disse.

Por outro lado, Ulisses Correia e Silva defendeu que abertura dos espaços públicos é uma “motivação adicional” e que a “porta de esperança e saída” é a vacinação.

“Se todos entendermos isso e fazermos a nossa parte, não tenho dúvidas que em pouco tempo vamos conseguir ultrapassar os 70%, e a nossa meta é, de facto, no mês de Setembro alcançá-la em Santiago Norte e no resto do País”, vaticinou o chefe do executivo.

E tendo em conta, que os municípios da região Santiago Norte são iminentemente agrícolas e que com a queda das primeiras chuvas as pessoas vão estar nos campos para as sementeiras, Ulisses Correia e Silva assegurou que o programa de sensibilização e aceleração da vacinação contra a covid-19, ora lançado, vai estar lá onde as pessoas estiverem.

Para além das acções em parceria com as câmaras municipais, Correia e Silva anunciou que no âmbito do referido programa vão fazer mais acções de proximidade, que passam pelo reforço dos postos móveis, médicos, enfermeiros e carros móveis para que possam levar a campanha a todas as localidades.

Relativamente à sua presença em Santiago Norte, o primeiro-ministro explicou que a mesma é para mostrar a importância acrescida da retoma à normalidade e da necessidade de as pessoas vacinarem.

“Estou engajado pessoalmente e já fui vacinado. A vacinação é gratuita, não dói e protege”, notou o chefe do executivo, que pediu o engajamento de todos, sobretudo dos jovens, para que o País possa atingir a meta de ter 70% da população imunizada em Setembro.

Ulisses Correia e Silva, que vai estar acompanhado da ministra de Estado, da Defesa Nacional e ministra da Coesão Territorial, Janine Lélis, e do secretário Adjunto do Ministro da Saúde, Evandro Monteiro, além dos encontros com os autarcas, vai visitar os postos de vacinação nos seis municípios que compõem a Região Sanitária Santiago Norte (RSSN).

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos