Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/Santa Cruz: Delegada de Saúde alerta população de Achada Ponta para consequências de violar isolamento

Pedra Badejo, 09 Jun (Inforpress) – A delegada de Saúde de Santa Cruz afirmou hoje que os moradores de Achada Ponta, comunidade com mais nove casos da covid-19 confirmados hoje, insistem em não cumprir as medidas de isolamento, pondo em risco todo o concelho.

Esta segunda-feira, 08, o presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Carlos Silva, anunciou que em parceria com outras autoridades foi estabelecido um cordão sanitário na localidade de Achada Ponta, colocando toda a zona em quarentena, para evitar a propagação do novo coronavírus no concelho de Santa Cruz.

Com isso, pressupõe-se que ninguém entra e ninguém sai da localidade sem a devida autorização, mas a delegada de Saúde, Evily Martins, reconheceu, em declarações à Inforpress, que os moradores “insistem em não cumprir as medidas”, saindo para outras zonas.

Na manhã de hoje, os dados apresentados pelo Ministério da Saúde revelam que Santa Cruz registou mais nove casos da covid-19, todos na localidade de Achada Ponta.

“Estamos a montar estratégias para vermos o que iremos fazer em relação àquela zona. Pretendemos reforçar a segurança e adoptar outras medidas”, declarou, salientando que até o momento fizeram “tudo o que esteve ao alcance” do serviço, mas que “só as medidas das autoridades não são suficientes”, cabendo à população “mais responsabilidade e colaboração”.

Segundo ela, na zona de Achada Ponta já foram distribuídas cestas básicas, colocou-se efectivos da Policia Nacional no terreno, mas a população está a usar outros caminhos, esquivando-se das autoridades.

“Pedimos para verem que estão numa zona que não sabem como estão, se até este momento já temos todos estes casos só naquela localidade, apelamos um bocadinho de paciência, compreensão”, considerou a responsável, para quem as pessoas “têm que entender”.

“Não estamos a fazer isso somente para nos proteger, mas sim todas as pessoas de Santa Cruz”, reforçou.

Evily Martins defende que essas pessoas devem aguardar o resultado de testes e período de quarentena, para não infectarem outras, evitando propagação da doença ao ponto de se perder o controlo de respostas.

Instada sobre a possibilidade de implementação de testes rápidos em massa no município de Santa Cruz, Evily Martins respondeu que neste momento estão a fazer testes rápidos somente para grupos específicos, mas até o momento todos tiveram resultado negativo.

Só do município de Santa Cruz há ainda 200 amostras pendentes e a Delegacia da Saúde vai ainda aplicar mais testes, com base os resultados e nas investigações de contactos.

Os concelhos da Praia e de Santa Cruz, ilha de Santiago, registaram nas últimas 24 horas mais nove casos positivos de infecção pelo novo coronavírus (covid-19) cada um, elevando a 585 o total de infectados no País.

Com mais esses 18 casos Cabo Verde passa a contar com 585 casos acumulados de covid-19: nove em São Vicente, oito no Sal, 57 na Boa Vista e 511 na ilha Santiago, dos quais 483 no concelho da Praia, sendo que 308 casos activos.

A nível mundial a pandemia do novo coronavírus já fez mais de 404 mil vítimas mortais desde o seu aparecimento, em Dezembro na China, segundo o balanço diário da Agência France Press feito hoje com base em fontes oficiais.

Mais de sete milhões casos de infecção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.

WM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos