Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/ Sal: Câmara de Turismo prevê retoma da economia cabo-verdiana em Outubro/Novembro deste ano

Espargos, 23 Mar. (Inforpress) – O presidente da Câmara do Turismo de Cabo Verde, Gualberto do Rosário, prevê retoma da economia cabo-verdiana em Outubro/Novembro deste ano, face à pandemia do Covid-19 que assolou o mundo, a que o país também não escapou.

Gualberto do Rosário, que falava em entrevista à Inforpress, de uma forma pedagógica, aconselha que na vida, e em situações como estas, não se deve agir numa base emocional.

“Se tivesse que fazer uma sugestão aos cabo-verdianos, neste momento, diria: afastem as emoções, e privilegiem a atitude racional”, manifestou, anotando que se trata de um desafio, e os desafios vencem-se com serenidade”, acautelou.
Segundo Gualberto do Rosário, não vale a pena entrar-se em stress, mormente o pânico, já que o pânico é “pior do que o vírus”.

“Não sou a única pessoa a fazer essa afirmação, mas o pânico é, efectivamente, pior do que o vírus. Temos que ser serenos, respeitar as orientações das autoridades sanitárias e do Governo. Todos nós devemos ser construtivos neste momento”, alvitrou.

Isto é, aclarou, evitar atitudes de pouca responsabilidade, ou de verdadeiros atentados à comunidade, devendo-se ser todos solidários e convergentes.

“Porque, num momento destes, as diferenças devem ser ignoradas enquanto a gente se organiza para vencer o desafio que é maior. Um desafio, diria de sobrevivência, mas que não significa a morte. Significa que podemos recuar, relativamente aquilo que é a nossa vida social e económica em Cabo Verde”, explicou.

Ciente de que a pandemia de coronavírus, a Covid-19, não é uma situação de regulação fácil, Gualberto do Rosário apela ao envolvimento de todos e de cada.

“Seria muito errado pensar que este problema é um problema do Ministério da Saúde… não é. O Ministério da Saúde tem um papel determinante, mas toda a sociedade cabo-verdiana e os cidadãos têm a sua contribuição fundamental”, apontou.

“Então, vamos todos estar juntos com a liderança de quem de direito, portanto o Governo e as autoridades sanitárias, e responder, positivamente, aquilo que é o desafio pessoal, diria também familiar, de cada um de nós”, exteriorizou, concluindo.

Cabo Verde já conta com três casos confirmados, na ilha da Boa Vista, onde apareceu o primeiro infectado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infectou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo. Mais de 11.100 morreram. Das pessoas infectadas, mais de 90.500 recuperaram.

Tendo surgido na China em Dezembro, o surto espalhou-se, entretanto, por 182 países.

SC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos