Covid-19: Presidente do INSP alerta para o descarte inadequado das máscaras cirúrgicas na via pública

Cidade da Praia, 30 Nov (Inforpress) – A presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), Maria da Luz Mendonça, alertou hoje para os perigos que o descarte inadequado das máscaras cirúrgicas na via pública pode ter, apelando para um maior cuidado às pessoas.

Maria Mendonça fez esta intervenção durante a habitual conferência de imprensa, para apresentar o balanço semanal da situação epidemiológica no País.

A responsável avançou que tem havido registo de máscaras cirúrgicas abandonadas na via pública, “sem nenhum cuidado”, o que demonstra que algumas pessoas não têm respeitado as orientações sobre o descarte das mesmas.

Para a presidente do INPS, este descuido representa um risco enorme para a saúde pública, pelo facto de algumas máscaras poderem ter sido descartadas por pessoas que estejam infectadas.

“Temos reparado que o descarte não tem sido conforme o aconselhável, o que pode trazer um risco às pessoas, por isso, apelamos a todos que tenham cuidado e sigam as orientações”, frisou.

Por outro lado, disse também que a redução do número de casos na Cidade da Praia, não pode levar as pessoas a baixarem a guarda porque é importante dar seguimento à utilização das máscaras, evitando assim a propagação do contágio.

Quanto à realização de testes, Maria da Luz Mendonça explicou que nas últimas 24 não foram realizadas todas as amostras, estando 484 pendentes, a maior parte, segundo informou, de São de Vicente.

Nesta linha, esclareceu que o laboratório na ilha esteve parada durante dia e meio, por causa do atraso na reposição de alguns consumíveis, que devem ser transportados por via marítima.

“Esse número de pendentes vai baixar amanhã, porque parte já foram enviados aqui para a Cidade da Praia, o que vai ajudar nas respostas atempadamente”, assinalou.

Cabo Verde registou hoje 14 novos casos positivos e mais 100 pessoas foram consideradas recuperadas.

Com esses dados, o País passa a ter 324 casos activos, 10.329 pessoas recuperadas, 105 óbitos, um óbito por causas externas e dois transferidos, perfazendo um total acumulado de 10.761 casos positivos.

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos