Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Plataforma 50MAWSP chegou em boa hora e é uma grande oportunidade – gestora

Cidade da Praia, 11 Jun (Inforpress) –   A gestora do projecto “50 milhões de Mulheres Africanas têm a Palavra” (50MAWSP) disse hoje que, neste cenário da pandemia, esta plataforma é uma das “grandes oportunidades” que surgiu e que não deve ser desperdiçada.

Dúnia Duarte que falava em declarações à Inforpress, revelou que esta plataforma virtual, disponível on-line desde Dezembro de 2019, já conta com a inscrição de 399 mulheres empreendedoras/empresárias cabo-verdianas.

Avançou que este número está a crescer todos os dias, isto devido às campanhas de divulgação que são feitas e com isso às mulheres estão a ter conhecimento da plataforma e a mostrarem interesse em fazer parte deste ‘networking’.

Neste cenário de pandemia do novo coronavírus, advogou que esta plataforma é uma das “grandes oportunidades” que surgiu e que não deve ser desperdiçada, pois permite que às mulheres continuem a mostrar e a vender os seus produtos e serviços.

“Numa altura em que estamos fortemente afectados pela pandemia da covid-19, em que basicamente todas as vendas têm de ser on-line, ela chegou em boa hora, para a conexão das mulheres com outras lá fora e continuam a conseguir vender”, frisou.

Esta plataforma, sublinhou, está em quase todos os países de África e é aberto a partir do momento que as mulheres têm acesso, podendo estar em contacto com as empresárias do continente.

Saber como podem beneficiar do acesso ao financiamento e micro-crédito em diversos países, como criar uma empresa, são outros benefícios.

“Os maiores benefícios que as pessoas têm ao aderir a esta página, e que é o principal objectivo da página, é criar um ‘networking’ com mulheres de toda África e ainda é um meio de divulgação de produtos e de conhecer tudo que é produzido em África”, afirmou.

Precisou que tanto as mulheres de Cabo Verde, como de outros países, podem divulgar os seus produtos e serviços e ter informações vários sobre o que se passa a nível empresarial e de empoderamento económico feminino no continente africano.

O projecto “50 milhões de mulheres têm a palavra” é uma iniciativa do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), em parceria com a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), o Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA) e a Comunidade da África Oriental (EAC).

O referido projecto pretende atingir 50 milhões de mulheres africanas com vista a melhorar, por um lado, a sua capacidade de acesso à informação e financiamento e, por outro lado, ligá-las em rede com instituições ou parceiros que poderiam apoiar as suas empresas.

O portal online funciona como um recurso social e está acessível em www.womenconnect.org.

AM/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos