Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19:  PAICV apela maior engajamento e papel mais activo das câmaras municipais (c/áudio)

Cidade da Praia, 08 Abr (Inforpress) –  A presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – oposição), Janira Hopffer Almada, apelou hoje às câmaras municipais a assumirem um maior engajamento e um papel mais activo na luta contra o novo coronavírus.

Em conferência de imprensa na Cidade da Praia, para abordar a situação que atravessa o país motivada pela covid-19, Janira Hopffer Almada defendeu que as câmaras, sendo o poder mais próximo das populações, também têm um papel a desempenhar nesta conjuntura.

“Para além do Governo, entendemos que, neste momento, as câmaras municipais, sendo o poder mais próximo das populações, também têm um papel a desempenhar nesta conjuntura, para ajudar o país nesta fase difícil”, sustentou.

Adiantou que a apesar de algumas câmaras já terem adoptado algumas medidas preventivas, é preciso “ir um pouco mais longe” nas suas actuações, sobretudo naquelas que dispõem de mais recurso humanos, financeiros, técnicos e logísticos.

“Somos de opinião que as câmaras municipais, neste momento, devem reforçar o seu papel nesse combate que nos atinge a todos e que está a provocar grande devastação social”, indicou.

Na ocasião a presidente do PAICV, propôs a criação de um fundo de emergência municipal no âmbito do combate ao covid-19, em virtude da situação que o País atravessa motivada pelo novo coronavírus, que levou o Presidente da República a decretar estado de emergência.

A presidente do maior partido da aposição indicou que esse fundo seria dirigido às famílias carenciadas, às instituições sociais e aos serviços e equipamentos necessários para esta situação de emergência.

A suspensão, durante três meses, do pagamento de quotas de todas as casas sociais geridas pelos municípios, incluindo o Programa Casa para Todos, foi uma outra proposta apresentada.

Para além disso, sugeriu ainda a isenção integral do pagamento de rendas de todos os estabelecimentos comerciais em espaços municipais, bem como a suspensão da cobrança de todas as taxas relativas à ocupação de espaço público e publicidade a todos os estabelecimentos comerciais, com excepção de bancos, instituições de crédito e seguradoras que estejam a funcionar.

OM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos