CORRECÇÃO: Covid-19: Número de mortos em África sobe para 630

(NOVA VERSÃO PARA CORRIGIR NO TÍTULO E NO SEGUNDO PARÁGRAFO O NÚMERO DE MORTOS, 630)

Lisboa, 10 Abr (Inforpress) – O número de mortes provocadas pela covid-19 em África é de 630 num universo de mais de 12.219 casos registados em 52 países, de acordo com a mais recente actualização dos dados da pandemia naquele continente.

Segundo o boletim do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (CDC África), nas últimas 24 horas, o número de mortes registadas subiu de 572 para 630, enquanto as infecções subiram de 11.400 para 12.219.

O CDC África registou também 1.559 doentes recuperados após a infecção.

A pandemia afecta já 52 dos 55 países e territórios de África, com quatro países – África do Sul, Argélia, Egipto e Marrocos – a concentrarem mais de metade das infecções e mortes associadas ao novo coronavírus.

Todos os países africanos lusófonos registam casos da doença, com a Guiné-Bissau a ser o mais afectado, contabilizando 36 pessoas com infecções pelo novo coronavírus.

Angola soma 19 casos confirmados de covid-19 e duas mortes.

Moçambique tem 17 casos declarados de infecção pelo novo coronavírus e Cabo Verde totaliza sete casos de infecção desde o início da pandemia, entre os quais um morto. Na quinta-feira, as autoridades cabo-verdianas anunciaram que morreram 12 cidadãos de Cabo Verde no estrangeiro vítimas da doença.

São Tomé e Príncipe, o último país africano de língua portuguesa a detectar a doença no seu território, regista quatro casos confirmados.

Na Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, estão confirmados 16 casos positivos de infecção.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 94 mil.

Dos casos de infecção, mais de 316 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos