Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Ministros da Saúde e das Finanças deliberam hoje sobre apoio aos funcionários em missão 

Cidade da Praia, 24 Mar (Infropress) – Os ministros da Saúde e das Finanças estão a preparar hoje um despacho para que os funcionários em missão e/ou em quarentena não sejam prejudicados no seu rendimento mensal.

A afirmação é do ministro da Saúde em conferência de imprensa, esta manhã, para fazer o ponto de situação sobre o novo coronavírus no país, que já fez a sua primeira vítima, tratando-se do turista inglês de 62 anos, o primeiro dos três casos positivos confirmados na ilha da Boa Vista.

“Os trabalhadores de saúde que estão sendo destacados, assim como outros, a nossa preocupação não é apenas com o ponto de vista sanitária, mas também com a questão laboral, seguros de risco e outros”, anunciou.

Quanto à ajuda com materiais para que o país possa continuar a fazer os testes, Artur Correia salientou que a decisão é apenas para fazer exames, sobretudo, aos casos suspeitos, visto que o país deve garantir diagnóstico aos casos suspeitos.

“Estamos a preparar para uma aquisição internacional de estoque de materiais para testes aos eventuais suspeitos, e eventualmente alargarmos a mais pessoas”, disse.

Já no que se refere a picos da Covid-19 no país, Artur Correia lembrou que no arquipélago ainda não houve nenhum caso local, apenas importados.

Sublinhou ainda que as autoridades tudo estão a fazer para que não haja casos locais e limitar o alastramento a outras ilhas.

O ministro da Saúde informou ainda que, no que se refere ao apoio, o Governo cabo-verdiano tem estado em constante contacto com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e parceiros em termos de cooperação bilateral, tendo o governo chinês manifestado toda a disponibilidade para ajudar na aquisição de equipamentos.

“Além disso, vamos ter um financiamento no valor de cinco milhões de dólares do Banco Mundial para fazermos face à Covid19, um valor que será alocado não só para compra de materiais para teste, mas para todas as vertentes que nos ajude a fazer face a esta situação”, concluiu.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos