Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Infectados entre comunidade cabo-verdiana no Luxemburgo aumentou – embaixador

Lisboa, 06 Abr (Inforpress) – O embaixador de Cabo Verde no Luxemburgo disse hoje que, com base em informações da comunidade, o número de infectados pelo novo coronavírus entre os cabo-verdianos no país europeu está a aumentar e ultrapassou os três divulgados no domingo.

“Já há mais casos positivos, de acordo com as informações que tenho da comunidade porque os dados do país não são divulgados por nacionalidade”, afirmou à Lusa Carlos Semedo, não querendo, contudo, revelar quantos, porque ainda necessita de algumas confirmações.

O diplomata limitou-se a dizer que o número de infectados entre a comunidade de cabo-verdianos naquele país “já é superior aos três” que tinha divulgado no domingo à Rádio Latina, confirmando também a morte de uma pessoa com a doença.

Porém, observou que não espera que os casos de infecção por covi-19 aumentem exponencialmente entre os cabo-verdianos que vivem naquele país, porque “a grande maioria destes estão bem informados, bem integrados e a respeitarem as regras”.

“E, por outro lado, a fiscalização no Luxemburgo também é muito apertada”, frisou.

O embaixador assegurou também que não tem tido registo de pedidos de apoio social ou de regresso ao país de origem, ou mesmo a Portugal, onde muitos dos cabo-verdianos que vivem no Luxemburgo têm família ou amigos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil.

Dos casos de infecção, mais de 240 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 676 mil infectados e mais de 50 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, 15.887 óbitos em 128.948 casos confirmados até hoje.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 13.055 mortos, entre 135.759 casos de infecção confirmados até hoje, enquanto os Estados Unidos, com 9.648 mortos, são o que contabiliza mais infectados (337.646).

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81.708 casos e regista 3.331 mortes. As autoridades chinesas anunciaram hoje 39 novos casos, 38 oriundos do exterior e apenas uma morte.

Além de Itália, Espanha, Estados Unidos e China, os países mais afectados são França, com 8.078 mortos (92.839 casos), Reino Unido, com 4.934 mortos (47.806 casos), Irão, com 3.603 mortos (58.226 casos), e Alemanha, com 1.434 mortes (95.391 casos).

A pandemia afecta já 52 dos 55 países e territórios africanos, com mais de 9.200 infecções e 414 mortes, segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana.

Cabo Verde totaliza sete casos de infecção desde o início da pandemia, entre os quais um morto.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos