Covid-19: Ilha do Sal regista pouca circulação de pessoas nas ruas e filas nos serviços bancários e farmácias

Espargos, 25 Mar (Inforpress) – A ilha do Sal está a aparentar mais uma cidade fantasma, com pouca circulação de pessoas nas ruas, e filas moderadas nos serviços bancários e farmácias.

A semana começou e as coisas não mudaram de figura, já que nas duas cidades, tanto Espargos como Santa Maria, regista-se pouca movimentação de pessoas.

Lojas praticamente vazias, enquanto nos serviços bancários e farmácias, vão se permitindo entradas a conta a gota, dois a dois, para evitar aglomeração de pessoas no mesmo espaço.

Contrariamente às outras ilhas, no Sal, as pessoas não têm “invadido” as lojas, em compras desenfreadas, embora nos primeiros dias, segundo uma comerciante da praça, houve alguma movimentação fora do normal, de pessoas a comprar, arroz, feijão, leite, água, açúcar e outros géneros alimentícios.

“Contra a força não há resistência. Temos é que proteger uns aos outros para que o vírus não se propague em Cabo Verde. É seguir as orientações das autoridades sanitárias. Caso contrário estamos todos lixados”, desabafou Helena Silva, que se encontrava na fila numa das farmácias.

E, falando de farmácias, continuam desprovidas de vitamina C, máscaras, álcool etílico, e álcool em gel, itens que deverão chegar, entretanto, a qualquer momento, excepto vitamina C, que conforme um dos funcionários encontra-se esgotada no fornecedor.

O ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, confirmou hoje mais um caso positivo do novo coronavírus, desta feita na Cidade da Praia, que regista assim o primeiro caso da Covid-19.

Com este, já são quatro os casos positivos de Covid-19 em Cabo Verde, sendo que os três primeiros foram registados na ilha da Boa Vista, todos em estrangeiros, com o registo de uma morte de um turista inglês, de 62 anos, que foi o primeiro caso confirmado de Covid-19 no país, falecido na noite de segunda-feira, 23.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infectou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 18.000 morreram.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia, cujo epicentro é actualmente a Europa.

Em Cabo Verde, o Governo colocou a ilha da Boa Vista em quarentena até 04 de Abril, após a confirmação positiva do primeiro caso de Covid-19 registado.

Com este caso registado na Praia, o ministro da Saúde anunciou que o Gabinete de Crise deveria reunir-se ainda hoje, para decidir sobre medidas a tomar com relação à ilha de Santiago, assim como se fez com a Boa Vista.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Sociedade
Desporto
Politica
Economia
Internacional
  • Galeria de Fotos