Covid-19: Ilha do Sal qualificada com certificado de segurança sanitária POSI Check (c/áudio)

Espargos, 26 Set (Inforpress) – O hospital Ramiro Alves Figueira e o Hotel Sabura, no Sal, receberam hoje um Certificado de Prevenção da Propagação de Doenças Infecciosas, POSI Check, que garante à ilha turística capacidade de resposta sanitária para situações de infecção da covid-19.

O diploma do Hospital Ramiro Alves Figueira foi entregue à directora Cláudia Silva e o do Hotel Sabura, onde está instalado o centro covid-19, ao delegado da Saúde local, José Rui Moreira, num acto testemunhado pelo ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.

Para o governante a certificação destas duas estruturas sanitárias é um reconhecimento de um trabalho abnegado dos profissionais da Saúde que, têm trabalhado de “forma incansável” para que a ilha do Sal, neste caso concreto, tenha condições de segurança sanitária cada vez melhores.

Arlindo do Rosário explicou que, durante os últimos dois meses houve um intenso trabalho, para se conseguir esta certificação de qualidade sanitária, conferida pela Cristal, uma consultora europeia independente, reconhecida internacionalmente. 

“Houve um trabalho intenso para conseguirmos fazer com que o hospital tivesse o centro de terapia intensiva para eventuais casos graves ou críticos da covid-19, mas também, todas as situações”, explicou.

“O Hospital Ramiro Alves Figueira irá ficar, neste momento, com uma unidade para tratamento de casos mais complicados, a mesma coisa a nível do Hotel Sabura, onde se fez as devidas adaptações, criando um espaço de isolamento para casos assintomáticos, com poucos sintomas e de acompanhamento”, reforçou.

Um trabalho, conforme observou, do sector da Saúde em estreita parceria com o Ministério do Turismo, através do programa “Turismo Seguro”, que permite, não só a melhoria das condições a nível do sector da Saúde, mas também a nível de outros operadores económicos, nomeadamente hotéis, restaurantes e todos os que trabalham ligados ao sector turístico.

“É esse trabalho integrado que faz com que a ilha do Sal hoje seja reconhecido internacionalmente como uma ilha com capacidade de resposta sanitária para situações de infecção da covid-19, e não só”, enfatizou, referindo que se trata de uma posição “importante”, para a imagem de Cabo Verde e do turismo que se almeja retomar no país.

SC/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos